Portal Tour na Itália: turismo, cultura, tours, serviços e experiências!

15 Curiosidades sobre o Lazio

Vamos conhecer 15 fatos e curiosidades sobre o Lazio (Lácio em português), uma região de extrema relevância histórica, pois foi lá que surgiu uma das mais importantes e influentes civilizações da história humana: a civilização romana. A influência dessa antiga civilização, responsável pelo mais longevo império já visto, é enorme, e pode ser encontrada em diversos aspectos da cultura ocidental.

Para além da história, o Lazio ainda oferece aos visitantes belas cidades, uma gastronomia refinada, arte e cultura, e muitos pontos turísticos interessantes. Vamos conhecer mais sobre o Lazio neste texto.

Informações sobre o Lazio

  • Localizado na região central da Itália, o Lazio limita-se ao norte com as regiões da Toscana e da Úmbria, a leste com as regiões de Marche, Abruzzo e Molise, com a Campania ao sul e Mar Tirreno a oeste;
  • A região possui cerca de 4 milhões de habitantes e 17.203 km² de extensão;
  • O Lazio está dividido em cinco províncias: Roma, Viterbo, Frosinone, Rieti e Latina. Roma é a capital da região, com uma população de aproximadamente 2.9 milhões de pessoas;

Veja mais textos que escrevemos sobre o Lazio:

Uma breve história do Lazio

A história da Itália começa há muito tempo atrás no Lazio, quando a região era habitada pelos latinos, um dos muitos povos itálicos que viviam na península. Os latinos tinham sua própria língua, o latim, que séculos depois seria difundido por quase toda a Europa e partes do Oriente Médio e norte da África pelos romanos.

Roma, uma pequena cidade na região central do Lazio, iniciou uma expansão no século V a.C. que culminaria no surgimento de um dos maiores impérios já vistos, que durou até 476 d.C. Após a queda do império, a região foi invadida por povos germânicos, que durante séculos disputavam o poder com os bizantinos. Ao mesmo tempo, a Igreja Católica vai paulatinamente ganhando terras e aumentando seu poder.

Ao longo de toda a Idade Média o Lazio conviveu com invasões estrangeiras e com o surgimento de potências locais, que buscavam minar o poder da igreja. Esse panorama vai se manter até o início do século XIX, quando surge o Risorgimento, movimento que buscava unificar todas as regiões em uma Itália unificada. Em 1871, a região do Lazio foi incorporada ao recém criado Reino da Itália.

15 Curiosidades sobre o Lazio

1. Roma, a “Cidade Eterna”

A cidade de Roma foi fundada, segundo os historiadores, no ano de 753 a.C. Diz a lenda que dois irmãos, Rômulo e Remo, eram herdeiros do rei de Alba Longa, que havia sido destronado pelo próprio irmão, e por isso foram abandonados para morrer no Rio Tibre. O cesto onde as crianças foram colocadas encalha nas margens do rio, próximo a uma caverna chamada Lupercal. Os dois são encontrados por uma loba, que os amamenta. São depois encontrados por um pastor de ovelhas, que os cria como filhos. Já adultos, os irmãos retornam para se vingar, matando o usurpador de Alba Longa e devolvendo o trono ao legítimo rei. Após esses acontecimentos, resolvem fundar sua própria cidade, a qual deram o nome de Roma. A lenda é interessante, mas a verdade é que a cidade de Roma surgiu através da junção de pequenas aldeias espalhadas pelas sete colinas do local, que se uniram para formar a cidade.

A Roma moderna é a maior cidade do país, capital da Itália, da região do Lazio e da província onde está localizada. Quarta cidade mais populosa da União Europeia e responsável por 7% do PIB italiano.

A cidade de Roma é o que podemos chamar de museu a céu aberto, tamanha a quantidade de monumentos espalhados por cada esquina. Caminhar pelas ruas de Roma é quase como estar dentro de um livro de história. Seu Centro Histórico é considerado Patrimônio Mundial pela UNESCO.

2. O idioma latino

Os romanos levaram o latim junto consigo em suas conquistas. Dessa forma, a língua se espalhou pela Europa, Ásia, Oriente Médio e norte da África. Como a maioria da população não tinha acesso ao estudo da língua, aprendiam e falavam uma espécie de latim das ruas, que posteriormente ficou conhecido como latim vulgar. Com o fim do Império romano, as pessoas continuavam falando o latim vulgar, porém, agora com influências das línguas dos vários povos invasores que passaram pela península itálica. Com o tempo, esse latim foi sendo modificado, dando origem à novas línguas.

Dessa forma surgiram as línguas românicas (ou neo-latinas), tais como o português, espanhol, galego, francês, catalão, italiano, romeno e tantas outros idiomas e dialetos, estabelecidos, sobretudo nos antigos domínios romanos na Europa.

Julio Cesar

3. O Império Romano

Desde sua fundação em 753 a.C., até a queda do último imperador, em 476 d.C, Roma viveu 723 anos de glórias e conquistas, deixando um legado que perdura até hoje. O império atingiu sua máxima extensão em 117 d.C, durante o governo do imperador Trajano. A história da cidade se divide em três períodos:

  • Monarquia: de 753 a 509 a.C (governada por reis romanos e etruscos);
  • República romana: de 509 até 27.a.C. (governada por dois cônsules escolhidos pelo Senado);
  • Império: de 27 a.C. até 476 d.C (governada por um imperador).

4. As ruínas romanas

Para quem gosta de história, Roma é um verdadeiro sonho. Ao andar pelas ruas, é quase possível tropeçar nos monumentos que vão aparecendo aqui e ali. Não deixe de visitar:

  • Palatino: a colina onde a cidade surgiu. Lá estão os vestígios mais antigos de construção da cidade;
  • Fórum Romano: local onde ficavam a maioria dos edifícios públicos da cidade;
  • Coluna de Trajano: uma enorme coluna onde está gravada a história da conquista do território da Dácia (atual Romênia);
  • Circo Máximo: estádio onde aconteciam as famosas corridas de biga (retratadas no clássico filme Ben-Hur);
  • Domus Aurea: resquícios de um gigantesco palácio construído pelo imperador Nero;
  • Pantheon: templo dedicado a todos os deuses;
  • Termas de Caracala: segundo maior complexo de banhos públicos da cidade.

5. O maior anfiteatro da Roma Antiga

O Coliseu é um dos monumentos antigos mais famosos do mundo. Maior anfiteatro construído pelos romanos, é considerado uma maravilha do ponto de vista arquitetônico, mostrando o quanto os romanos estavam avançados na arte da construção. Foi construído entre 69 d.C. e 79 d.C e abrigava cerca de 50.000 pessoas espalhadas pelos três andares. Além dos famosos combates de gladiadores, a arena também exibia lutas entre animais, caçadas e, acredita-se, até batalhas navais. Durante o período de perseguição aos cristãos, muitos deles foram executados aqui. O nome oficial da arena era Anfiteatro Flávio (em homenagem à família do imperador Vespasiano, responsável pela sua construção). Ficou conhecido como Coliseu devido a uma antiga estátua de Nero (o Colosso de Nero) que ficava no local.

6. A Lupa Capitolina

Um dos símbolos da região é a lupa capitolina, que representa a loba que amamentou os irmãos Rômulo e Remo. Por toda a cidade de Roma é possível encontrar o símbolo da loba, tanto nos monumentos antigos quanto em prédios públicos modernos (está presente até no escudo da equipe de futebol da cidade). No Museu Capitolino existe uma estátua que representa justamente o momento em que os irmãos são amamentados. Segundo estudos recentes, essa escultura foi feita no período medieval, de autor desconhecido.

7. Vaticano, o menor país do mundo

O Vaticano é considerado o menor estado do mundo, com menos de 1 km² e uma população de aproximadamente 1.000 pessoas. Sede da Igreja Católica e morada oficial do papa, a cidade-Estado recebe milhares de visitantes todos os anos. Os pontos altos da visita são os Museus Vaticanos, o Jardim, e a Capela Sistina, além da própria Basílica de São Paulo.

O Vaticano é o último resquício dos chamados Estados Papais, terras que pertenciam à igreja e que foram doados, em sua maioria, por Pepino, rei dos Francos. Esses territórios foram paulatinamente sendo perdidos, restando apenas o território atual, que foi garantido através do Tratado de Latrão, assinado em 1929 por Benito Mussolini e que garante o Vaticano como um estado independente dentro da Itália.

São Paulo

8. São Pedro e São Paulo

Dois dos mais conhecidos santos católicos têm suas histórias ligadas a região do Lazio. São considerados padroeiros da cidade de Roma, e tanto São Pedro como São Paulo pregaram pela região antes de se dirigirem para Roma. Segundo a tradição, Pedro, um dos apóstolos de Jesus, foi crucificado de cabeça para baixo, no local onde hoje é a Praça de São Pedro, sendo posteriormente enterrado onde posteriormente foi construída a atual Basílica de São Pedro, no Vaticano.

Quanto a São Paulo, ele também teria sido morto na mesma época, porém, por ter cidadania romana, o método utilizado em sua execução foi a decapitação, considerada mais amena por não causar sofrimento. A tradição aponta que ele teria sido enterrado no mesmo local, próxima a antiga via ostiense onde, tempos depois, uma capela foi construída, tornando-se local de peregrinação. No local dessa capela, hoje está localizada a Basílica de São Paulo Extramuros. Ambos são considerados padroeiros da cidade de Roma, e suas datas são comemoradas no mesmo dia: 29 de julho.

Conheça mais sobre outras regiões italianas:

Ilha de Ponza

9. Belas cidades nos arredores

Além de Roma, o Lazio também possui outras localidades cheias de charme e que merecem uma visita:

  • Viterbo, também conhecida como a “cidade dos papas” por ser a cidade de campo dos pontífices;
  • Civitavecchia e seu belo porto;
  • Bagnoregio, um borgo medieval no alto de uma colina;
  • Gaeta, outra cidade medieval com uma bela vista para o mar;
  • A ilha de Ponza, cheia de casinhas coloridas e com a famosa Grotte di Pilato, uma complexa rede de túneis.

10. O Lazio (o time de futebol, não a região)

A cidade de Roma é sede de uma importante equipe do futebol italiano, e que leva o mesmo nome da região. Fundada em 1900, a Società Sportiva Lazio é uma das equipes mais vencedoras do país, atrás apenas de Juventus, Milan e Internazionale em número de títulos.

11. A fortuna da Fontana de Trevi

A Fontana de Trevi é um dos lugares mais visitados pelos turistas em Roma. Além de ser uma fonte linda, é um local público, o que explica estar sempre lotada de pessoas. É quase obrigatório para os turistas participar da tradição que acompanha a fonte: todos que a visitam devem ficar de costas para a fonte, e jogar uma moeda por cima do ombro. Esse ato traz sorte, e garante que o visitante retorne um dia para a cidade. Esse engajamento dos turistas garante, por ano, algo na casa de 1,5 milhão de euros, tamanha a quantidade de moedas jogadas na fonte. O dinheiro é revertido para obras de caridade.

12. Muitos latinos ilustres

O Lazio é a terra natal de personagens importantes na história recente da Itália, tais como:

  • Marcello Mastroianni, ator;
  • Sofia Loren, atriz;
  • Leonardo Cortese, ator;
  • Ennio Morricone, compositor;
  • Roberto Rossellini, diretor de cinema;
  • Dario Argento, diretor de cinema;
  • Giuliano Gemma, ator de filmes de faroeste;
  • Eros Ramazzotti, cantor e compositor.

13. Monte Cassino

Monte Cassino é um antigo mosteiro situado no topo de uma colina, a cerca de 130 quilômetros de Roma. Foi fundada em 529 d.C por São Bento de Núrsia para ser a primeira sede da Ordem Beneditina. Por sua posição estratégica foi alvo de muitas invasões ao longo da história, tendo de ser reconstruída várias vezes. Durante a Segunda Guerra Mundial, foi ocupado por tropas alemãs, que se  aproveitaram da posição para atacar as tropas aliadas no vale abaixo, bloqueando seu avanço para Roma. Foi seriamente danificado por bombardeios, sendo reconstruído ao final do conflito.

Villa D’Esta – Tivoli

14. Patrimônio Mundial

A região do Lazio possui seis sítios considerados Patrimônio Mundial pela UNESCO. São eles:

  • Centro Histórico de Roma;
  • Vaticano;
  • Basílica de São Paulo Extramuros;
  • Necrópoles Etruscas de Cerveteri e Tarquinia;
  • Villa de Adriano, em Tivoli;
  • Villa d’Este
Villa de Adriano, em Tivoli

15. Os Tratados de Roma

Em 1957 foram assinados em Roma dois tratados de cooperação entre alguns países europeus. Um deles é o Tratado Constitutivo da Comunidade Europeia, considerado um texto fundamental para a criação da União Européia décadas depois. Esse tratado versava sobre questões econômicas, tais como União Aduaneira (mais conhecida como Mercado Comum) e Política Agrícola Comum, o primeiro obstáculo que precisava ser transposto para que as negociações avançassem.

Gostou do texto? Pretende viajar pela região? Conheça nossos passeios pela Lazio. Temos várias opções de tours com guia em português pela região.

Sobre Deyse RibeiroSou Deyse Ribeiro, nasci em Minas Gerais, e vivo na Itália há 14 anos. Sou especialista em turismo na Itália, onde adquiri experiência atuando desde 2011 como guia de turismo, criadora de conteúdo sobre turismo e empresária no ramo. Abri minha primeira empresa em 2017, e ofereço serviços, tours, transfers e experiências únicas na Itália, através do Portal TourNaItália.com - uma boutique de experiências diferente de tudo o que você já viu!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.