Portal Tour na Itália: turismo, cultura, tours, serviços e experiências!

Tuscania, a “Provença da Itália”

Se você está em Roma e quer aproveitar para conhecer outras províncias e comunas na região de Lácio, que tal visitar Tuscania? Localizada na província de Viterbo, essa é uma pequena cidade da Itália, conhecida como a cidade da Lavanda, é considerada a Provença da Itália.

Introdução

A Tuscania está localizada na região do Lazio (Lácio em português), na Itália, na província de Viterbo. A cidade está espalhada por uma área de 208 km2 e tem uma população de 8.100 habitantes.

Não sabemos o nome pré-romano. Em latim era Tuscana com derivação de tuscum mais o sufixo predial latino – anus que indica posse, com o significado de território ou cidade dos Tusci, o nome com o qual os romanos chamavam os etruscos. Depois foi conhecida como Tuscanella, e desde o século XIX até hoje a cidade então é conhecida hoje pelo nome de Tuscania.

Porém muitas pessoas confundem Tuscania com a região da Toscana. Não é a mesma coisa ein? Toscana é uma região (seria um estado nos moldes brasileiros), e já Tuscania é uma cidade e não fica na Toscana, mas sim no Lazio.

A cidade fica a pouco mais de 90 km de Roma e pode ser um excelente destino para uma viagem de um dia desde a capital, ou melhor, para um fim de semana.

Tuscania - Itália

História

Há várias lendas que são debatidas sobre como a Tuscania na Lazio, Itália, foi fundada. De acordo com uma lenda, a cidade foi fundada por Ascanius, onde ele encontrou doze filhotes.

Porém, saindo da mitologia, existem evidências de presença humana do período Neolítico, supondo que a cidade foi fundada no século VII a.C.. Muita história para contar, não é mesmo?

Localizada no topo de uma colina, Tuscania possuía um papel estratégico, assim como outras cidades da Itália, que foram governadas pelos etruscos. Mas foi essa característica que deu a ela um papel de liderança. Agora, mesmo depois de tanto tempo não há registros de como essa cidade começou a integrar o Império Romano, que faz vários historiadores a sugerirem que ela foi anexada de maneira pacífica, sem guerras ou invasões.

O que é uma característica um pouco peculiar, se levar em consideração outras cidades que fazem parte da Itália ou da região de Lácio. Porém, o que mais encanta da sua história aos turistas é sua época papal.

Como um dos estados a fazer parte desse “período de ouro”, isso faz com que vários católicos, viagem até Tuscania só para conhecer algumas das evidências que ainda restam, além das belíssimas igrejas.

Ficou curioso? Se sim, confira o conteúdo a seguir e veja o que mais essa cidade da província de Viterbo tem a oferecer aos visitantes do mundo todo. Vamos lá?

Porque a cidade é chamada de a “Provença na Itália”?

Costumamos associar a lavanda à cidade de Provença, porém na Itália há várias cidades onde se cultivam a Lavanda, portanto não é só na França não! Já citei no Passeios na Toscana os campos de Lavanda de lá (leia aqui). Porém na região do Lazio, especialmente na cidade de Tuscania, é a que mais lembra a Provença.

A Lavanda é uma planta perene que produz lindas flores de um tom particular de púrpura e que vem sendo cultivada e utilizada pelo homem há mais de 2500 anos, por suas propriedades medicinais. É um tipo de planta que não necessita de um solo particular para crescer, pelo que mesmo a seca e vulcânica, típica da Tuscia e em particular da zona da Tuscania, é perfeita para este tipo de cultivo, importado para esta região da França. por mais de dez anos.

Na verdade, em Tuscia, há anos, os produtores de lavanda orgânica se multiplicam e realizam este cultivo particular com cuidado e dedicação.

De junho a agosto, os campos ao redor da Tuscania estão cobertos com as famosas flores desta planta: portanto, você não precisa ir à Provença para admirar a maravilha de campos inteiros de lavanda em flor! Nem para mergulhar na infinita variedade de produtos que vêm dessa planta: cremes, perfumes, sabonetes, destilados, óleos essenciais, mel, sabores de sorvete e mil outros, todos por descobrir!

Para isso, a melhor oportunidade é, sem dúvida, o Festival de Lavanda da Tuscania; um encontro que regressa todos os anos, entre finais de Junho e princípios de Julho, altura em que a cidade da Alta Tuscia se enche de cheiros e sensações únicas para proporcionar a todos os visitantes um fim-de-semana verdadeiramente inesquecível.

Tuscania - Itália

A perfumada flor que enche a paisagem circundante, com uma série de eventos, barracas de comida e produtos à base de lavanda, demonstrações práticas e música que animarão os becos e praças da vila, até o sugestivo Parque Tor Lavello, de onde se pode desfrutar de uma vista deslumbrante dos arredores.

Porém, apesar do que possa imaginar esse não é um evento pequeno, já que dura dois dias, no qual os produtores locais montam stands nas ruas estreitas e pitorescas de Tuscania para vender as suas flores. Além disso, também é possível encontrar vários produtos com essa flor como matéria prima, óleos, sabonetes, aromatizadores de ambientes, licores, entre outros produtos belíssimos e de ótima qualidade.

Nas ruas também é possível encontrar uma grande exposição de fotografias, que mostram essas mesmas flores sendo cultivadas. Este é um modo de levar os visitantes para dentro do processo, entendendo a importância do cultivo.

Inclusive, é possível encontrar outros tipos de produtos, mas também cultivados e feitos na Tuscania, como temperos, artesanatos e outras flores, já que esse é o principal evento da cidade que atrai o principal recurso econômico.

A cidade, no geral, possui um tom mais nude e um pouco sem cor, por isso quando você vê a feira das Lavandas serem montadas é como se estivesse vendo uma nova cidade italiana, já que ela se enche de tonalidades roxeadas.

Tuscania - Itália

Visitando Tuscania

O centro histórico da Tuscania é hoje uma agradável vila de tufos caracterizada pela cor marrom avermelhada desta rocha. Entre suas ruas você pode passear e percorrer as lojinhas, bem como procurar o lugar que mais te inspira para saborear os excelentes sabores locais.

A rua principal atravessa a aldeia, é a Via Libertà e vai até vasto Parque Torre di Lavello , um parque público que se encontra perto das antigas muralhas e de onde se pode desfrutar de uma vista espectacular sobre a zona envolvente e as antigas igrejas que pode ser encontrado na colina oposta.

antiga Igreja de San Biagio domina o parque , a área está sempre animada por crianças brincando e pessoas relaxando e a melhor época para visitá-la é ao pôr do sol, que daqui é verdadeiramente sensacional.

Todo o território da Tuscana está repleto de coisas para ver, não só o centro da cidade, mas também o campo, repleto de edifícios históricos e religiosos, bem como um grande número de necrópoles subterrâneas. Isto torna a Tuscania um destino atraente do ponto de vista histórico e arqueológico, ideal para os amantes da arquitetura antiga, dados os muitos elementos que aí podem ser encontrados.

Dois dos locais mais importantes estão localizados no Colle di San Pietro , ambos edifícios religiosos medievais onde o estilo românico e o estilo cosmatesco predominam.

Tuscania - Itália
Foto: Wikiwand

 

1. Igreja de San Pietro

Entre a longa lista de igrejas que são possíveis de serem visitadas na Tuscania está a Igreja de San Pietro, uma construção católica romana, que conta com um estilo românico e gótico. Com certeza uma beleza arquitetônica única.

Com a fachada com uma rosácea, ou seja, uma “janela” em forma de rosa com vários mosaicos, a igreja é enfeitada em todos os cantos com a os símbolos dos Quatro Evangelistas. Além disso, também é possível encontrar diversos entalhes e relevos nas estruturas de fauna e flora. Imagens de santos e do Velho Testamento estão presentes nessa estrutura também.

Por isso, quando for visitar a Igreja de San Pietro não deixe conferir todos os detalhes, que são muitos, porque em cada um deles você vai se encantar, tenha certeza. Principalmente na capela-mor, que possui um pavimento em formato de mosaicos, que deixa o interior com um cenário lindo e digno de casamentos de reis e rainhas.

Tuscania - Itália

2. Igreja de Santa Maria Maggiore

Quando estiver visitando a Tuscania não deixe de conferir a Igreja Santa Maria Maggiore, uma das mais antigas basílicas romanas localizada no sopé da colina de São Pedro, também chamada de Colle di San Pietro.

Se você está esperando por uma igreja com uma estrutura encantadora que irá tirar o seu fôlego assim que botar os pés, então a Igreja de Santa Maria Maggiore não irá te decepcionar. Ao total a fachada conta com 3 portais com estilo medieval decorado. O centro também sustentado por duas colunas de mármore com a base enfeitada com espirais de um leão escupido na pedra.

Para deixar tudo ainda mais imponente, a igreja ainda possui 4 pilastras na porta que seguram a imagem dos apóstolos Pedro e Paulo, que tiveram que ser reconstruídas depois de um ato de vandalismo. Ainda é possível ver uma piscina de imersão batismal do século XIII, que encanta e assusta pelo tamanho.

Além disso também é possível encontrar um afresco do século XIV, que retrata o Juízo Final. Essa é uma obra que é atribuída a um importante pintor, o Donato D’Arezzo, que tem as suas obras espelhadas pelas comunas italianas. Assim, quando estiver terminando a visita não deixe de conferir a torre do sino do século XII.

3. As Muralhas Antigas

As antigas muralhas da Tuscania foram construídas na cidade durante a idade medieval. Na maior parte da cidade ela ainda está relativamente intacta e a fachada ainda é original. As paredes foram originalmente construídas junto com torres altas para proteger os palácios dos residentes ricos da cidade.

Tuscania - Itália

4. Parco Torre di Lavello

Para finalizar a visita em Tuscania, uma dica é conhecer a Parco Tor di Lavello, Parque Torre de Lavello em português, que está localizado no sopé da famosa torre dessa comuna italiana.

Assim, se estiver pela Via Roma não deixe de conferir mais esse ponto turístico, que é mais uma das belezas que essa cidade tem a oferecer aos visitantes que se propõe a conhecê-la. Ainda também é possível de encontrar um pequeno anfiteatro e uma bela fonte, chamada de Fontana delle Sette Cannelle, onde a água sai da boca de 7 máscaras, e é a fonte mais antiga da cidade, de 1309.

Próxima do rio Marta, a visão panorâmica que você tem é espetacular. Inclusive é possível observar a Colina de San Pietro, no qual está localizada a magnífica igreja que leva o mesmo nome. Além desse monumento, também é possível ver a Igreja de Santa Maria Maggiore, que se de perto já chama a atenção, de longe você poderá vê-la em toda a sua plenitude.

Agora, se você olhar do outro lado da torre também possível ver as belas e gigantescas muralhas que cercam a cidade, que é um excelente desfecho para a sua viagem pela Tuscania. Por isso, não esqueça de colocar esse lugar no seu roteiro quando estiver planejando a sonhada viagem pela Itália. Assim, você terá a certeza de que não esqueceu de nada e aproveitou o máximo que podia das belezas italianas.

Tuscania - Itália

5. Abadia de San Giusto

Agora, se você ainda não se cansou de ver as atrações turísticas de Tuscania, que tal conhecer a Abadia de San Giusto? Esse era um antigo mosteiro cisterciense, que fica localizado no vale do rio Marta. Apesar de ter sido a casa de monges durante anos e passado de uma “mão para outra”, a construção foi se degradando aos poucos até que em 1460, só restaram algumas poucas paredes em pé.

Mas na década de 90, Mauro Checcoli, um engenheiro de Bologna, além de atleta olímpico, comprou o mosteiro que pertencia a um criador de ovelhas e restaurou o local. Claro que ele contou com a ajuda de uma arqueóloga italiana, Giovanna Velluti, mas esse trabalho a favor da história local, é reconhecida por todos os moradores de Tuscania.

Hoje, se você for visitá-la é possível encontrar uma pousada e um local de eventos. Mas além disso, os Checolis, descentes do Mauro Chiccoli, a usam como uma fazenda orgânica. Por isso, além de poder se hospedar nesse lugar cheio de história, também é possível aproveitar os óleos essenciais de lavanda que tornam essa cidade é tão conhecida na região de Lácio.

Eventos

No mês de Julho ocorre a Festa da Lavanda, veja aqui as datas do ano corrente.

Gastronomia

E o que é mais interessante, os restaurantes e as sorveterias também aderem a esse evento da Festa de Lavanda, incorporando essa flor aos seus pratos, aromatizando-os e dando um toque todo especial a comida. Principalmente os pratos mais populares e comuns na região, como o nhoque e a bruschetta que levam a lavanda ao molho, que encanta a vários turistas que os provam.

O gelato de lavanda também é uma combinação de paladares que encantam a vários turistas, que se aventuram a provar a esse sabor novo e inusitado.

A gastronomia da Tuscania também lembra a herança etrusca da cidade. Entre os primeiros pratos, experimente o lombrichelli, uma típica massa longa e aromatizada principalmente com molho de tomate ou alho e azeite; numerosas sopas de vegetais, cremosas e aromáticas, e a famosa “aquacota“, um prato de antigas origens rurais.

Os pratos principais incluem “panzanella camponesa(pão com tomate maduro e orégano), agrião ou“ pisciallètti ”, feijão, pão e erva-doce (o chamado“ facjòle co le fette ”), cogumelos” Ferlenghi “, pizza com“ sfrizzoli”.

Entre as sobremesas experimente os “tozzetti”, biscoitos típicos, “Birolli”, “Torciglione” da Tuscania, o “diomeneguardi” e o característico “macarrão com nozes”. Entre os vinhos destacamos o glorioso e antigo “Est-Est” de Montefiascone e o “Aleatico” de Gradoli.

🏷 Guia Prático

Como você pôde ver neste conteúdo, a Tuscania tem muito a oferecer quando se tem uma noção básica da cidade ou um roteiro completo, evitando que ao voltar para o Brasil, você possa dizer que não conheceu tudo que podia.

Agora se você quiser ter uma viagem mais tranquila e bem contextualizada, uma dica é contratar um serviço de passeio guiado para ter alguém que possa tirar todas as suas dúvidas. No TourNaItalia.com, por exemplo, você consegue contratar um guia em português e ter a experiência completa de viajar sem excursões. Acesse e confira mais informações.

Como irOnde dormirMAPA

Tuscania está localizada bem perto de Viterbo, então descer até a cidade é bastante fácil. Os visitantes que vêm de Florença para a Toscana podem seguir pela Autostrada A1 e depois sair em Orte Orte – Viterbo e depois sair para Vetralla e de lá chegar à Tuscania. Os visitantes que vêm de Roma podem pegar o Cassia North até Vetralla e, em seguida, seguir as instruções para Tuscania.

Outra forma de chegar a Tuscania é de ônibus. Ônibus regulares saem para a Toscana de Roma, Viterbo e Florença e de outras cidades menores da região.

Alguns dos hotéis mais conhecidos em Tuscania são Hotel Tuscania Panoramico, Hotel Al Gallo e Locanda Mirandolina Bed & Breakfast. Além destes existem vários agriturismos e casas de campo que podem ser alugadas por turistas. Essas propriedades estão localizadas principalmente nos arredores da cidade.

Galleria di Fotos:

Este slideshow necessita de JavaScript.

Sobre Deyse RibeiroSou Deyse Ribeiro, nasci em Minas Gerais, e vivo na Itália há 14 anos. Sou especialista em turismo na Itália, onde adquiri experiência atuando desde 2011 como guia de turismo, criadora de conteúdo sobre turismo e empresária no ramo. Abri minha primeira empresa em 2017, e ofereço serviços, tours, transfers e experiências únicas na Itália, através do Portal TourNaItália.com - uma boutique de experiências diferente de tudo o que você já viu!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.