Portal Tour na Itália: turismo, cultura, tours, serviços e experiências!

Esse roteiro é feito especialmente para as pessoas que vão viajar pela primeira vez para a Itália e não sabem por onde começar e nem quais cidades visitar nessa primeira vinda. Por isso tentei propor um “melhor roteiro para primeira viagem na Itália” adaptável ao tempo e gosto de cada um.

O que eu sugiro é que leia atentamente os lugares listados, as atividades de cada um e a sugestão de dia, para que assim você consiga mapear conforme o seu próprio gosto o que é imperdível para você ou não.

Leia o texto:

Acredito no turismo de experiências verdadeiras, onde nos permitimos sentir a atmosfera de cada lugar, saborear a gastronomia local e visitar os museus e atrações, por isso não recomendo os roteiros batidos de 10 cidades em cinco dias, trocas de hotéis a cada 2 dias, porque a viagem é também descanso. Creio que o ideal é entender cada cidade, listar as que realmente quer conhecer e distribuir conforme o tempo que tem.

Escolhendo o vôo:

Não vou aqui dizer para escolher uma ou outra companhia aérea porque, a quantidade de opções anda cada vez a aumentar. e isso é ótimo para melhorar os preços. Porém a minha dica, é optar em escolher um voo por uma cidade e o retorno por outra, assim evitando retornar de norte a sul da Itália para pegar seu vôo, economizando tempo. Exemplo chegar por Milão, ou Veneza e retornar por Roma ou outra cidade mais ao sul que você for viajar.

E um conselho sobre o que JAMAIS fazer, e infelizmente é muito comum (eu vejo sempre clientes fazendo isso), é pegar um vôo de Roma a Milão, de Florença a Milão, de Florença a Veneza, ou seja, esses trechos são facilmente feitos de trem e são rápidos.

Claro que, não estou aqui dizendo do seu vôo de chegada ou partida, que são necessários, mas de vôos durante a sua estadia na Itália. Uma vez a cliente reservou conosco transfers de carro ao aeroporto a cada 2 dias  porque comprou vôos para ir de Veneza a Florença, de Florença a Roma, de Roma a Milão … imagina chegar 2hs antes, check in etc… por um trecho de 1:40h de trem… infelizmente quando ela chegou a nós já tinha todas as reservas e não tinha muito o que fazer, mas lembre-se que a Itália entre capitais mais turísticas é bem servida de trem, e são rápidos.

Praça Navona - Roma

Roma: 3 dias

Para o primeiro dia eu sugiro um passeio a pé sem muito plano para se conectar com a cidade e explorar o centro histórico. Antes de mais nada, para conhecer Roma bem é necessário caminhar e caminhar. O centro histórico de Roma não é pequeno, é necessário andar pelas vielas, conhecer as lojas, entrar em um bar, tomar um café ou um cappuccino, bater um papo com os romanos, ou seja, sentir a cidade. Conhecer a Piazza Navona, o Pantheon, a Fontana de Trevi, o Coliseu, Arco di Constantino I, Foro Romano. E quem sabe fechar a noite com um jantar de frente ao Panteão ou admirando todas essas belezas iluminadas a noite em um tour Roma iluminada?

Para otimizar sua estadia na cidade, melhor escolher um hotel próximo a uma parada de metrô, se você usar o transporte público.

Sugiro tirar o segundo dia para focar no Vaticano, que pode ser acessado pelo fura-fila ou com ingressos de horário marcado. Para chegar à Capela Sistina há uma série de galerias com diversas esculturas profanas — egípcias, gregas, romanas. Se você não quer sair de Roma sem ver o Papa, aproveite todo o percurso seguindo para a Piazza San Pietro, onde ele aparece às quartas e domingos. 

Para o terceiro dia, para quem gosta de moda nada como começar pela Piazza di Spagna, a famosa praça das escadarias de onde pode ser acessada a Via dei Condotti, a famosa rua das grifes. Um bom passeio a pé admirando as lojas, restaurantes e quem sabe parando em um café para comer um Tiramisu podem te guiar até a Piazza del Popolo, onde já pode aproveitar para visitar a Basílica Santa Maria del Popolo (com obras de Caravaggio), as igrejas gêmeas e o famoso obelisco Flamínio. Ali perto, você já pode encerrar o dia no Parque Villa Borghese de Roma, tem zoológico, museu, teatro, playground, entre outras atrações culturais. 

Está com pouco tempo e quer ver o máximo? Pois num city tour podemos organizar guia em português e motorista privativo para que você pode ver o máximo da cidade!

Florença: 2 dias

De Roma para Florença são pouco mais de 270km, e você pode se transportar de uma para a outra de trem, de carro alugado ou com serviço de transfer privativo. A facilidade do trem é que é rápido (1h:40), porém de carro alugado ou transfer, você pode parar em algumas cidades no caminho.

Florença é a capital da Toscana e o berço do Renascimento, com muita beleza natural com seus jardins panorâmicos, com uma arquitetura de alto requinte e muita, muita história.

Temos diversas dicas que podem lhe ajudar a organizar sua estadia na cidade:

Dentre os diversos pontos turísticos que recomendo a visita, não poderia deixar de falar da Piazza del Duomo para ver a impressionante Catedral de Santa Maria del Fiore, o Campanário de Giotto e o Batistério, a Piazza della Signoria, as praças Santa Maria Novella, Santo Spirito e Santa Croce há Basílicas maravilhosas e que valem a visita.

Para o primeiro dia, recomendo um city tour de 3h ou um city tour de 6h para quem realmente quer conhecer a fundo toda a riqueza cultural e histórica dos monumentos.

Já no segundo dia, que tal conhecer mais das delícias de Florença em um passeio gastronômico pela cidade, ou um picnic romântico? Claro que essa experiência fica ainda melhor se combinada com um tours pelos museus de Florença, para poder admirar peças de artes repletas de história.

Sobrou dias no seu roteiro?

Aproveite conhecendo o interior da Toscana, Pisa, Lucca, Siena, San Gimignano, e outras lindas cidades. Veja nossas dicas no  site PasseiosNaToscana.com

Veneza: 2 dias

De Florença para Veneza são aproximadamente 205km, você pode se locomover de trem (mais rápido), de carro ou se preferir um serviço mais exclusivo de transfer privativo com segurança e conforto. A diferença é que de carro ou transfer privativo pode optar por parar em Bolonha, ou Modena ou Maranello no meio do caminho e conhecer uma dessas cidades.

Você deve se organizar para ficar na cidade. Lembre-se que a cidade é uma ilha, portanto se tiver que chegar com malas, você tem 3 escolhas:

  • ir andando e carregaá-las até o seu hotel, subindo e descendo pontes, canais e escadas!
  • pegar um vaporetto (o barco-ônibus) ao ponto mais perto do seu hotel, e claro carregar as malas
  • ou optar por um transfer de barco privativo que pode deixa-lo na porta de vários hotéis na ilha, já que muitos possuem saída ou entrada para um canal. Ou se não tiver um canal próximo, podemos oferecer o serviço de carregador de malas.

Indico ler alguns textos para compreender melhor Veneza:

Com certeza quando pensa em Veneza você deve pensar em um lindo passeio de gôndola, né? E realmente é uma das coisas incríveis para serem feitas na cidade, mas tem muito mais a ser visto como a Praça de São Marcos, Ponte de Rialto, Basílica Santa Maria della Salute.

Para o primeiro dia recomendo um city tour em Veneza, para conhecer o melhor de São Marco e do Rialto com guia em português e encerrar o dia com um tour do Bellini e Spritz, degustando os famosos drinks de Veneza.

Já para o segundo dia, é impossível ir para Veneza e não viver a experiência de um passeio de barco, então nada melhor que o tour Laguna de Veneza, para navegar pela laguna e apreciar um lindo pôr do sol ou ao menos passear no Canal Grande.

Duomo de Milão - Lombardia - Itália

Milão: 2 dias

De Veneza para Milão são um pouco mais que 260km, essa rota também pode ser feita tanto de trem (mais rápido), de carro ou se preferir um serviço mais exclusivo de transfer privativo com segurança e conforto. A diferença é que de carro ou transfer privativo pode optar por parar em Verona ou Pádova no meio do caminho e conhecer uma dessas cidades.

Milão é a capital da moda e do design, cidade de uma arquitetura única e sofisticada e por ser muito diversificada e com uma pluralidade de atrações, acredito que é uma cidade que vai de cada um entender quais são os interesses e atividades. Uma coisa é fato: é uma cidade que vale a visita, por isso recomendamos pelo menos um dia para fazer um city tour completo por Milão com visita interna ao Duomo e um outro museu à escolha entre Pinacoteca di Brera ou Castelo Sforzesco.

Plus: dicas de cidades extras

Sobrou um tempinho, tem dias a mais sobrando na viagem? Então vou dar alguma sugestões para aproveitar a sua viagem:

Bolonha: entre Florença e Veneza

Quando estiver indo de Florença a Veneza, você pode optar por fazer uma parada em Bolonha.

A apenas meia hora de trem de Florença (107km) e 1h:20min, Bolonha é uma das cidades mais atraentes da Itália para os turistas. Conhecida pela sua boa comida, é também uma cidade de belas arcadas que ladeiam as suas ruas e protegem do sol de verão. Belas vitrines antigas, restaurantes e cafés se escondem sob as passagens com colunas, tornando Bolonha uma cidade favorita para fazer compras.

Embora não sejam tão famosas quanto as de Pisa, as altas torres de tijolos de Bolonha se inclinam em ângulos mais alarmantes, e a percepção é ampliada por sua altura e construção esbelta. Vinte das mais de 100 torres originais permanecem, e você pode subir até o topo para ver as vistas. No centro de Bolonha estão a ampla Piazza Maggiore e a Piazza del Nettuno, batizadas em homenagem à fonte do século XVI, uma das mais belas de seu período.

Com vista para a Piazza Maggiore está a fachada ainda inacabada da grande Basílica de San Petronius . Esta é apenas uma das igrejas interessantes e cheias de arte de Bolonha; Santo Stefano é o mais antigo deles e o mais atmosférico.

O famoso molho bolonhesa, conhecido na Itália como ragù, foi criado nas cozinhas de prédios cujas paredes curiosamente possuem uma coloração avermelhada. Temos a opção de um city tour com guia em português, um city tour musical para conhecer onde viveram Rossini e Mozart ou até mesmo um city tour gourmet pela cidade.

Verona: entre Veneza e Milão

Outra opção se tiver algum tempo disponível é fazer uma parada em Verona, na viagem entre Milão e Veneza.

A imagem de Verona está ligada à imortal tragédia de William Shakespeare que conta a história dos dois infelizes amantes Romeu e Julieta e à a espetacular cenografia dos espetáculos encenados no anfiteatro romano, mais conhecido como Arena di Verona. Esta é certamente a atração principal de Verona, ligado à imagem da cidade.  Um local excepcional para óperas, concertos e grandes eventos, a Arena é também um ponto de partida perfeito para explorar a cidade. Você pode continuar no caminho percorrido pela maioria dos turistas em busca dos lugares de Romeu e Julieta, os amantes mais famosos da história.

Temos uma opção de city tour em português, que em 3hs pode lhe aprestar o melhor da cidade.

Gostou das nossas dicas? dê sua opinião ao nosso roteiro, e conte pra gente como organizou o seu roteiro.

Sobre Deyse RibeiroSou Deyse Ribeiro, nasci em Minas Gerais, e vivo na Itália há 14 anos. Sou especialista em turismo na Itália, onde adquiri experiência atuando desde 2011 como guia de turismo, criadora de conteúdo sobre turismo e empresária no ramo. Abri minha primeira empresa em 2017, e ofereço serviços, tours, transfers e experiências únicas na Itália, através do Portal TourNaItália.com - uma boutique de experiências diferente de tudo o que você já viu!

13 comentários em “Melhor roteiro para primeira viagem na Itália”

  1. Pingback: Agenda de eventos em maio na Toscana

  2. Vitor Santos

    Qual o melhor precurso para ver os Lagos Italianos (Maggiore, Como e Garda) e alguns locais como Varena, Bellagio, Sirmione, Verona etc. De forma a conhecer algumas cidades com interesse junto aos lagos, durante sete dias. Com as estadias em Hoteis 4 estrelas durante o precurso de forma a poder ver com algum tempo os sítios por onde passamos.
    Obrigado. Cumprimentos
    Vitor Figueiredo

  3. Adorei as dicas, espero em breve realizar esse sonho de conhecer esses lugares. Pretendo fazer um tour de 12 dias. Vc poderia nos dar uma dica de por onde chegar, e qtos dias a cada lugar, e quais hotéis ficar. E por onde voltar?

  4. Fabio Lanigra

    Adorei espero poder ir conhecer em breve será minha primeira viagem internacional pois meus avós eram da Itália

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *