Portal Tour na Itália: turismo, cultura, tours, serviços e experiências!

A cidade murada de Castelfranco Veneto

Castelfranco Veneto (cerca de 33.000 habitantes) é uma das interessantes pequenas cidades muradas medievais de Veneto, Itália.
Ele está localizado na planície em uma posição estratégica, facilmente acessível de Treviso, Bassano del Grappa, Pádua, Vicenza e Veneza.

Introdução

Castelfranco Veneto é uma cidade murada onde se respira um ar de história em cada esquina: um dos seus principais diferenciais são as imponentes muralhas de tijolos vermelhos, que vão do rosa ao mais vivo, ladeadas por torres bem preservadas que revelam o importante papel estratégico da cidade.

O nome Castelfranco significa algo como castelo em zona isenta de impostos: a cidade desempenhou durante muito tempo um papel relevante como entreposto comercial entre Veneza e o Norte da Europa.

O que ver em Castelfranco Veneto

1. Castello e muralha

Símbolo de Castelfranco Veneto, o castelo em formato quadrado foi erguido em 1100. É cercado por paredes circulares ladeadas por seis imponentes torres. Entre elas a Torre dei Morti (Torre dos Mortos) e a Torre Civica (Torre Cívica), embelezada com um relógio e o leão veneziano de São Marcos.

As paredes têm em média 17 mt altura e 930 mt de comprimento. Os dois portões de entrada, o Portão de Treviso e o Portão de Cittadella, eram originalmente dotados de pontes levadiças.

A Torre Civica , uma torre de relógio acima do portão leste, carrega o leão alado veneziano e é encimada por uma pequena cúpula.

2. A Catedral e uma das pinturas renascentistas mais importantes

Na praça denominada Piazza San Liberale ergue-se a catedral neoclássica – construída sobre as ruínas de uma igreja românica pré-existente – embelezada com estátuas de 1700 no adro da igreja.

O exterior lembra a veneziana Chiesa del Redentore, projetada por Palladio. Em seu interior, além de algumas pinturas de Jacopo da Bassano e Palma il Giovane, pode-se admirar uma notável pintura da Renascença criada por Giorgione, um renomado pintor italiano nascido apenas em Castelfranco Veneto em 1478. O quadro é a “Palla di Castelfranco” representando a Madona e o Menino Jesus no trono, com os Santos Nicasio e Francesco, pintado em 1504-1505, agora em seu esplendor original após uma bela restauração.

Palla di Castelfranco, Giorgine

3. Casa de Giorgione

A poucos passos da Catedral, dê uma olhada na gótica Casa Pellizzari, também conhecida como Casa del Giorgione. Não é certo que o pintor renascentista tenha vivido nesta casa, no entanto, em seu salão principal pode-se admirar um precioso friso com afrescos do próprio Giorgione em 1502.

Se você ama a arte, não perca este friso em tons de barro repleto de símbolos e metáforas, representando um desfile variado de ferramentas como instrumentos musicais e ovais com rostos de pessoas ilustres, trechos da Bíblia e assim por diante.

Apenas algumas palavras sobre a importância de Giorgione na arte italiana e veneziana: ele realizou uma mudança muito significativa na técnica da pintura ao dar menos importância ao desenho, ao invés de tornar o uso da cor e da luz mais relevante.

Giorgione é uma espécie de figura lendária, não apenas um grande pintor, mas também um amante da música, um bom instrumentista e um amante apaixonado, bem ajustado aos círculos culturais da República de Veneza de sua época. Ele morreu aos 34 anos de peste.

Ingresso: 5 euros –  Abertura: sextas, sábados e domingos das 10-18hs – As reservas são necessárias aos sábados e domingos (0423 735626 e info@museocasagiorgione.it)

4. Teatro Accademico

É um edifício de 1700 usado para apresentações teatrais nacionais relevantes. É uma síntese de harmonia e proporção, ricamente decorada com afrescos e estuques dourados.

5. Loggia del Grano

Continue até o centro histórico da cidade, a piazza Giorgione (praça Giorgione), repleta de edifícios interessantes, como a Loggia del Grano de 1420, também conhecida como Paveion, que ainda exibe placas medievais com preços.

6. Palazzo Revedin Bolasco

Além da Porta Treviso (portão de Treviso) está o Borgo Treviso , o maior entre os bairros históricos localizados além das muralhas de Castelfranco Veneto.

Dê uma olhada na magnífica Villa Revedin-Bolasco , projetada em 1607 pelo famoso arquiteto Vincenzo Scamozzi, mais tarde reconstruída em 1800.

O interior destaca-se pelo hall decorado com afrescos; no entanto, a mansão é mais conhecida por seu grande parque paisagístico, embelezado com um pequeno lago e muitas plantas e estátuas mitológicas criadas pelo mestre da época, Orazio Marinali.

Em 2018, o parque ganhou o título de “Parque mais bonito da Itália” pela categoria Rede Nacional de Parques e Jardins para Parques Públicos.
Horário de funcionamento de abril a outubro: Sábado, domingo e feriados: 10h00-17h00

Este slideshow necessita de JavaScript.

Guia Prático

O que comerComo chegarMapa

A gastronomia castelana mantém ainda os valores mais autênticos da gastronomia camponesa da região, valorizando e elevando a níveis de requinte os produtos típicos locais, entre os quais se destaca o típico “radicchio di Castelfranco”, apelidado pela sua beleza “a flor que você come”.

O radicchio “variegato di Castelfranco” – este é o seu nome oficial – assemelha-se a uma camada branca de creme com variações em tons que vão do roxo claro ao vermelho vivo, produto protegido pela marca “Indicação Geográfica Protegida”. Nos restaurantes típicos de Castelfranco “a flor que se come” surge nos meses de inverno e domina, como um verdadeiro rei, inúmeros primeiros pratos, segundos pratos e sobremesas.

Outro produto típico de Castelfranco é o fregolotta, uma sobremesa seca feita com farinha, amêndoas, ovos, açúcar, sal e creme de leite.

  • De trem : Castelfranco é uma espécie de centro da rede ferroviária regional, com trens diretos para Vicenza, Treviso, Veneza e Bassano del Grappa. Veneza fica a pouco menos de uma hora de distância na lenta linha regional; os bilhetes simples custam € 3,40 . A estação ferroviária fica a cerca de quinze minutos a pé do centro da cidade; há um mapa exibido em um quadro em frente à estação para ajudá-lo a se orientar. Pegando a rua em frente (Via Brigata Cesare Battisti) e virando à esquerda no final, você passará pela Villa Revedin Bolasco e chegará ao centro da cidade murada. Uma rota alternativa é seguir para a esquerda fora da estação de trem e depois virar à direita ao longo de Borgo Pieve.
  • De ônibus : Os ônibus entre Treviso, Castelfranco, Cittadella e Vicenza são operados por uma empresa chamada La Marca. Mais serviços locais, centrados em Castelfranco, são geridos pela CTM. A estação rodoviária ( autostazione ) fica a oeste do centro, na Via Podgora.
  • De avião : O aeroporto mais próximo é o Aeroporto de Treviso, servido pela Ryanair (como ‘Veneza Treviso’). O principal aeroporto de Veneza, Aeroporto Marco Polo , também é conveniente para esta parte do Veneto.

Pronto para conhecer o Vêneto? Entre delícias gastronômicas e uma viagem pela história de uma cidade milenar, recomendamos que você faça a viagem com um guia de turismo. Ele poderá te mostrar os segredos e melhores locais para desbravar a cidade. Conheça os nossos serviços! Além disso, ainda possuímos serviços de transporte com motorista por toda a região de Vêneto.

Sobre Deyse RibeiroSou Deyse Ribeiro, nasci em Minas Gerais, e vivo na Itália há 14 anos. Sou especialista em turismo na Itália, onde adquiri experiência atuando desde 2011 como guia de turismo, criadora de conteúdo sobre turismo e empresária no ramo. Abri minha primeira empresa em 2017, e ofereço serviços, tours, transfers e experiências únicas na Itália, através do Portal TourNaItália.com - uma boutique de experiências diferente de tudo o que você já viu!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.