Portal Tour na Itália: turismo, cultura, tours, serviços e experiências!

Roteiro de 2 dias em Roma

Um roteiro de 2 dias em Roma escrito por uma das melhores guias de Roma, a Edna!

APRESENTANDO ROMA: Um Roteiro de 2 dias por Edna

Como diz o ditado popular, uma vida não basta para conhecer Roma, imagine 1 dia ou 2 dias. Por este motivo irei indicar um passeio agradável pela cidade que leva o titulo de Cidade Eterna.

Antes de mais nada, para conhecer Roma bem é necessário caminhar e caminhar. O centro histórico de Roma não é pequeno, é necessário andar pelas vielas, conhecer as lojas, entrar em um bar, tomar um café ou um cappuccino, bater um papo com os romanos, ou seja, sentir a cidade. Roma tem muitas curiosidades e detalhes que somente um longo e agradável passeio pode lhes proporcionar.

Quem pisa em Roma, viaja por uma cidade milenar. Segundo a tradição, Roma foi fundada em 753 a.C. e passou por um longo império que nos deixa hoje um grande acervo, um verdadeiro grande museu a céu aberto.

Para começar o dia, eu sugiro sair bem cedo do hotel para aproveitar a paisagem da cidade sem os inúmeros turistas que lotam os monumentos e as praças. Uma linda foto fica ainda melhor sem milhares de pessoas ao seu redor e, por isso, minha dica é chegar aos pontos de seu interesse ou praças até as 7h30 da manhã.

Primeiro dia

Para começar o seu dia, eu sugiro um roteiro começando pela Roma antiga. Essa é a melhor maneira de conhecer a cidade, pois assim você pode passar “cronologicamente” pelos fatos mais importantes da cidade eterna, e compreendê-la melhor.

Não necessariamente prenda-se a este roteiro, é somente uma indicação de pontos interessantes da cidade, pois como disse acima, a cidade merece dias e passeios tranquilos e serenos, vivenciando o dia a dia romano.

Deixei no início de cada ponto, o nome dos monumentos em italiano, assim poderá identificá-los facilmente nas placas locais.

1. Foro Romano

O Foro Romano é um museu a céu aberto, era a praça pública onde acontecia os eventos comerciais, culturais e mais importantes da Roma antiga. Ali há fragmentos arquitetônicos do que restou dos edifícios que decoravam o fórum.

DICA:
Se não tiver ingressos ainda, compre a entrada na via dos Foros Imperiais. Essa é uma ótima opção pra quem não quer fazer a fila enorme do Coliseu, pois o mesmo ingresso do Foro Romano é válido para o Coliseu, e claro, lá a fila é sempre muito menor.
Com o ingresso do Foro Romano nas mãos, você não precisa fazer fila para entrar no Coliseu, vá direto para a entrada e se apresente ao vigilante com o seu bilhete.

Não deixe de ver:

  • Palatino: logo em seguida ao Foro Romano, sugiro subirem até o palatino, uma das sete colinas de Roma que, segundo a lenda, foi o local da fundação da cidade por Rômulo, onde foi edificada a “cidade quadrada” de Roma. Foram descobertas fragmentos de ruínas de época arcaica, portanto ali é o começo de Roma. Ainda é ótimo local para fazer lindas fotografias, ja que é no alto da colina.
  • Arco di Tito: Ao descer do Palatino, dê uma parada para admirar o Arco de Tito, I sec d.C., Arco do Triunfo do imperador que inaugurou o coliseu. Repare no que esta escrito em latim (coloco aqui traduzido): “O senado e o povo de Roma doou ao Deus (divo Tito) Vespasiano Augusto”, ou seja, um doação em memória ao Imperador que trouxe a Roma, muitos espólios de guerra de Jerusalém.
  • Logo em seguida, passe nas ruínas da Basilica de Maxenzio, que apesar do nome, tinha função de tribunal e ali encontrará a saída que dará acesso ao Coliseu.

2. Colosseo

O Coliseu é um dos símbolos mais conhecidos do mundo, patrimônio da humanidade, este foi erguido no local onde era um lago artificial da casa do imperador Nero. Era um grande anfiteatro, com vários espetáculos, como famosa luta de gladiadores, aos quais assistiam cerca de 50 a 60.000 pessoas.

DICA:

Antes de visitar Roma e conhecer o Coliseu, se tiver oportunidade, assista o filme O Gladiador, para ter uma ideia de como era o local. Tente imaginar como seria o Coliseu durante uma batalha de gladiadores!

.

3. Arco di Constantino I

Ao sair do Coliseu, aproveite para admirar o Arco do do imperador Constantino I, obra do IV d.C. O Imperador Constantino foi muito importante, foi aquele que deu a liberdade de culto aos Romanos.

4. Fori Imperiali

Dirija-se até a Via dos Foros Imperiais, realizada por vontade de Mussolini, no período fascista, 1932, sobre as ruínas dos foros romanos e imperiais, observe a linda Colonna di Traiano (Coluna do Imperador Traiano) que conta as suas conquistas, um verdadeiro livro a céu aberto.

5. Altare della Patria e Piazza Veneza

Do Foro Imperial, siga até a Praça Veneza onde poderá admirar o famoso monumento a Vitorio Emanuelle II (que foi o Rei da Itália), do sec. XIX, conhecido também como Altar da Pátria, na Praça Veneza. Ali também poderá admirar o Palazzo Venezia.

6. Via del Corso

Em seguida, sugiro que se dirija a via del Corso, rua famosa pelas variedade de lojas, no final desta rua se encontra a belíssima Piazza del Popolo.

Pausa para o almoço: se a fome chegar, pegue a Via delle Murate tem algumas opções de restaurantes, escolha o seu, mas a dica é fugir sempre dos “menus turísticos”, escolha sempre pratos da tradição romana, como o Bucatini all’amatriciana e Espaguete a Carbonara.

Dali continue até a Fontana de Trevi.

Curiosidades sobre roma - Fontana di Trevi

7. Fontana di Trevi

A Fontana di Trevi passou a ser conhecida pelo mundo inteiro, depois filme “La Dolce Vita” di Fellini. Foi construída em 1762, pelo artista barroco Niccoló Salvi, a pedido do Papa Urbano VIII, com tema marítimo. A tradição diz que para voltar a cidade, é preciso fazer um pedido e jogar uma moeda, mas “de costas”!!!

8. Piazza Di Spagna

Dirija-se até a Praça de Espanha, uma das praças onde também é possível admirar uma obra do artista barroco Bernini, a Fonte do Barco, conhecida como “Barcaccia” . É um ponto de encontro dos jovens da cidade, as suas lindas escadarias ficam cheias não só de turistas, pois é um das mais amadas pelos romanos. Essas escadarias levam a Igreja Trinitá dei Monti, onde tem um belíssimo obelisco, e dali é possível fazer lindas fotos, principalmente quando está cheia de flores durante a primavera.

9. Via Condotti

Saindo da Praça de Espanha, encontrará a Via Condotti, famosa pelas suas grifes!

DICA:

Vá ao Caffè Greco e tome um delicioso café, pois este local tem mais de 250 anos, é uma das Cafeterias mais antigas de Roma. Mas atenção!!! Faça como a maioria dos italianos, peça no balcão, pois se pedir na mesa pagará o serviço adicional.

Retorne então a Via del Corso e siga até o final, onde irá chegar a Praça do Popolo.

10. Piazza del Popolo

Com a sua porta belíssima, abre-se a gigante e célebre praça, onde ao centro há um grande obelisco com mais de 3.000 anos que veio direto do Egito. Uma vez na praça, não deixe de visitar a Igreja di Santa Maria del Popolo, pois esta possui grandes obras, entre elas dois quadros do grande artista Caravaggio.

Agora, seu dia já foi bem cheio, indico então, numa outra oportunidade, continuar seu roteiro por outra área da Roma. Que tal começarmos pelos Vaticano?

Segundo Dia:

11. Musei Vaticani

A minha dica é começar pelos Museus Vaticanos, evite a fila e compre com antecedência!!! Os Museus Vaticanos são importantíssimos, pois ali se encontram uma grande coleção de antiguidades egípcias, gregas, romana, até afrescos e quadros Renascentistas e Barrocos, terminando com a maravilhosa Cappella Sistina (Capela Sistina), afrescada por Michelangelo e grandes artistas da sua época.

É aqui que acontece o Conclave, onde são escolhidos os Papas.

12. Basílica di San Pietro

Esta é a maior e mais visitada Basílica do mundo, um dos mais importantes centro do cristianismo. Você aqui poderá admirar uma das célebres estátuas de Michelangelo, a Pietá, além de outras obras como o famoso “baldacchino “de bronze de Gian Lorenzo Bernini.

Ao sair da Basílica, admire a grande praça (Piazza di San Pietro) com seu conjunto de colunas que que foram projetada com a intenção de abraçar o cristão que chega na praça. No centro há um obelisco do I séc. a.C. vindo diretamente do Egito.

Pausa para o almoço: de frente a Praça há a Via della Conciliazione, com várias opções de restaurantes, que obviamente são tipicamente turísticos, se dirija a Via Borgo Piu, há mais opções de restaurantes.

13. Castel Sant’Angelo:

Dali siga até o Castelo, monumento do II sec. d. C, mausoléu do Imperador Adriano. Foi uma fortaleza papal, prisão para vários personagens importantes da época e hoje é um Museu.

Atravesse a Ponte, que te dá um lindo cenário para fazer lindas fotos, e você poderá admirar o Rio Tevere (Tibre), que corta a cidade de Roma.

Ao final da Ponte, siga a até a Piazza Navona, passando pela Via dei Coronari, rua de lojas de antiquário.

14. Piazza Navona

Siga até a Praça Navona, uma das mais lindas praças de Roma, onde se encontra o famoso Palazzo Pamphili, sede da Embaixada do Brasil, comprado em 1960 por Jucelino Kubitscheck. A praça, na sua origem, era o estádio do imperador Domiciano.

Você poderá admirar ainda 3 fontes, uma delas, a central, é a mais famosa. É a Fontana dei Quattro Fiumi (dos quatros rios), projetada pelo famoso arquiteto barroco Gian Lorenzo Bernini, e logo em frente a Igreja do séc. XVII, de Santa Angnese in Agone, projeto do também arquiteto barroco Borromini. Dali siga ao Panteão.

DICA:

Indo na direção do Panteão, encontra-se uma pequena praça, chamada de Piazza di Sant’Eustachio.

Ali se encontra um café muito apreciado pelos romanos, este se chama como a praça, Caffé Sant’Eustachio, tente descobrir o porquê desse café ser tão delicioso. Se você gostar do café, compre ali o pó moído na hora.

15. Pantheon

Pantheon ou Panteão em português, é o monumento do II sec. d.C., reconstruído pelo Imperador Adriano, o mais bem conservado monumento da Roma Antiga. Entre no Panteão e imagine como os engenheiros romanos foram capazes de realizar essa enorme cúpula, que para a época era inimaginável, é um bloco único, uma grande obra da arquitetura romana que até hoje surpreende a todos.

Ali se encontram as túmulos de célebres personagens da história, como o Rei da Itália, Vittorio Emanuele II, e do grande artista Rafael.

Próximo ao Panteão há tradicionais gelaterias, como a Gelateria Giolitti, na Via degli Uffizi del Vicario.

16. Tempio di Adriano

Vá até a Piazza di Pietra, ali ficam os fragmentos do que restou do Templo do Imperador Adriano.

A cidade eterna tem muitos monumentos e histórias, mas o que realmente vale a pena é descobrir seus encantos e deixar que cada um deles permaneça na sua lembrança.

Não se esqueça que em Roma há palácios maravilhosos, museus deslumbrantes, praças e parques para se perder… essas foram apenas algumas dicas de como começar, explore ainda, se o tempo permitir, os outros monumentos e museus da cidade … agora é com você… perca-se em Roma!

 

Edna, além de uma moradora de Roma a quase 20 anos é Guia de turismo autorizada. É na minha opinião a melhor Guia de Roma, razão pela qual foi a primeira guia cm a qual eu comecei a colaborar, já em 2013! E por isso a melhor pessoa para escrever este roteiro de Roma.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.