Portal Tour na Itália: turismo, cultura, tours, serviços e experiências!

Um guia para viajar no Trem Bernina Express entre Itália e Suiça

Já ouviu falar no passeio do Bernina Express? Esse é um passeio de trem panorâmico, que te leva de Tirano, na Itália até St. Moritz, na Suíça, ou vice e versa e promete te apresentar as paisagens mais lindas desses lugares. Fizemos então um completo guia para viajar no Trem Bernina Express entre Itália e Suiça.

Considerado um Patrimônio Histórico pela UNESCO em 2008, principalmente pelos seus 122 quilômetros da linha férrea que liga Thussis, St. Moritz e Tirano. A beleza das paisagens irá te encantar à primeira vista.

Assim, independente do roteiro de viagem que tenha pela Europa é superinteressante aproveitar que já está no continente e fazer o passeio do Bernina Express.

Essa é uma oportunidade única de conhecer dois países belíssimos e com importância histórica, além de poder apreciar várias paisagens nos vários quilômetros de via férrea.

E por ser um trem panorâmico você não terá que se preocupar se vai ser possível ou não admirar essa mudança de paisagens, já que a Suíça é um país lindo que se destaca pelas geleiras e montanhas cheias de neve.

Quer saber mais sobre o passeio do Bernina Express? Então confira o conteúdo que preparamos a seguir. Aqui você terá tudo que precisa saber para poder incluir esse passeio no roteiro da sua viagem, confira!

Uma breve história

Bernina Express - Lombardia - Itália

A linha Bernina Express, atualmente com mais de cem anos de história e tombada pela UNESCO como Patrimônio da Humanidade, nasceu em 1881 com a proposta de implantar uma ferrovia que sobe pelos intrincados vales alpinos para não apenas conectar os principais centros. destas zonas, mas sobretudo para potenciar a atividade turística que mais tarde se tornou o motor da economia de muitos vales.

Como o turismo para os Alpes suíços começou a aumentar no final dos anos 1800, a linha Bernina foi concebida como uma forma de transportar ainda mais turistas para o Vale Engadine, a região alpina que inclui St. Moritz, Pontresina, a geleira Morteratsch e a Bernina Passe, a passagem de 2.253 metros  entre os picos das montanhas. A construção da linha começou em 1906 e terminou em 1910.

Por causa das mudanças de elevação, cumes estreitos ao longo dos quais estabelecer a pista e distâncias a percorrer entre as faces das montanhas, a construção da linha Bernina apresentou novos desafios de engenharia que exigiram soluções ousadas e inovadoras. Como resultado, a rota logo se tornou famosa por suas inclinações íngremes, cruzamentos de alta elevação, túneis que correm ao longo e ao longo de montanhas e viadutos, ou viadutos que cruzam vales e desníveis.

Originalmente planejada apenas para viagens de verão, em 1913, a linha Bernina estendeu o serviço para os meses de inverno, quando as viagens de inverno para os Alpes começaram a crescer. Tornou-se parte da Rhaetian Railways em 1943. Embora os trens convencionais também circulem na linha Bernina, ela é mais conhecida pelos alegres trens vermelhos Bernina Express, que vão até Chur, a cerca de 140 km de Tirano. Ao considerá-la Patrimônio da Humanidade, a UNESCO reconheceu as linhas Albula / Bernina por seu “conjunto técnico, arquitetônico e ambiental excepcional que incorpora realizações arquitetônicas e de engenharia civil, em harmonia com as paisagens por onde passam”.

As Rotas do Bernina Express

O trem Bernina é, na verdade, um conjunto de 3 seções :

  • Chur – Tirano – Chur (operacional durante todo o ano, todos os dias)
  • Landquart – Davos Platz – Tirano – Landquart (operacional apenas no verão)
  • St. Moritz – Tirano – St. Moritz (operacional apenas no verão)

Essas rotas são acompanhadas por uma rota de ônibus, chamada Bernina Express Bus, que percorre a rota Tirano-Lugano e volta. Ao contrário de muitas outras linhas de trem panorâmicas, originalmente criadas para o transporte de passageiros, o Bernina Express foi criado especificamente para turistas, com carruagens panorâmicas com grandes janelas. Com o ônibus Bernina Express você pode estender sua viagem de trem e planejá-la como um passeio pelo Ticino.

Bernina Express - Lombardia - Itália

A rota entre Chur, na Suíça e Tirano, na Itália

Como já comentamos acima, o passeio do Bernina Express é uma rota que fica entre Chur, na Suíça e Tirano, na Itália. Por isso, quando você for poderá escolher entre uma dessas rotas. Agora, para te ajudar a entender melhor traçamos uma rota entre Chur e Tirano para conhecer mais essa área e não perder nada quando estiver por lá.

Assim, se você começar por Chur, você passará por Thenis e Tiefencastel, logo em seguida pelo vale de Dimleschg, um lugar encantador com vários castelos e ruínas no topo das montanhas. Apesar de parecer pequenos pontinhos em meio a neve branca, ali guarda muita história, que se te interessar poderá visitar depois.

Depois, a viagem se estenderá pelo Viaduto Landwasser, uma estrutura de 142 metros de comprimento e 65 metros de altura, além de sustentar 5 pilares de pedra, sendo essa uma vista única que irá te tirar o fôlego. Porém, como esse é um trajeto rápido, se piscar irá perder essa visão única, por isso lembre-se de manter a câmera em posição para que não perca nenhum monumento ou estrutura pelo passeio do Bernina Express.

Após Filisur, onde está o viaduto, a próxima paisagem que verá é do túnel de Albula e depois o vale da Engadina Superior, uma vista única digna de filmes do lago Silvaplana na montanha de Corvatsch. Essa é uma área de 0,78 km².

Continuando a rota você se deparará com paisagens brancas das montanhas e logo depois com o ponto mais alto do passeio do Bernina Express, o Ospizio Bernina, 2.253 m acima do mar. O passeio continuará assim até o lago azul, Lago di Poschiavo e depois irá até Tirano, uma cidade ao norte da Itália, encerrando a viagem.

Bernina Express - Lombardia - Itália

A rota entre St. Moritz, na Suíça e Tirano, na Itália

Em seu itinerário mais clássico, o de St. Moritz a Tirano, o trem vermelho Bernina sai da cidade suíça em direção ao leste, cruzando o rio Inn graças a um viaduto de 64 metros, depois cruza o túnel de Chamadura, com 689 metros de extensão. que representa o túnel mais longo de toda a rota.

A próxima estação é Celerina Staz, a uma altitude de 1716 metros, que é o ponto mais baixo do lado norte do passo de Bernina; daqui para o Hospício de Bernina o comboio vermelho percorre uma encosta praticamente constante, passando de um lado do vale ao outro, atravessando inúmeras pontes e permitindo aos visitantes desfrutar de vistas espectaculares sobre o Piz Bernina e o Piz Palu, até 2.253 metros.

A partir deste momento, o comboio inicia a sua descida, passando pelas estações de Poschiavo, Alp Grum, Cavaglia, Cadera e Privilasco, seguindo um conjunto de estações de menor importância mas não necessariamente menos interessantes.

Como atração final da viagem destacamos o viaduto circular de Brusio, onde o trem faz uma curva de 360 ​​graus, para ajustar a altitude da linha. A estação Campocologno marca a fronteira entre a Suíça e a Itália, e é maior do que o normal, pois é responsável pelo cumprimento das formalidades alfandegárias; depois disso o trem Bernina chega a Tirano, na província de Sondrio, onde termina sua viagem.

Tipos de trens

O percurso de escolha é sempre o mesmo, o que muda na compra do bilhete é o tipo de carroça (vagão) que você escolhe:

  • Trem de linha:
    • você viaja sem vínculo de horário, podendo assim otimizar a sua viagem, porque eles partem de hora em hora desde de manhã cedo.
    • os lugares não são possíveis de serem reservados, a Tirano ou em St. Moritz você pode entrar no trem antes de partir e escolher com calma onde sentar.
    • é uma boa opção de viagem durante o ano inteiro
    • você pode tirar fotos da janela sem reflexo, e as janelas podem ser abertas durante o trajeto.
    • A maioria dos trens Bernina Express está equipada com vagões modernizados de 2ª classe Ew III , com 46 ou 50 lugares, agora apenas “não fumantes”, bem como um banheiro.
    • Os vagões de primeira classe se distinguem dos vagões de segunda classe por uma linha amarela acima das janelas que identifica o compartimento da primeira classe.
  • Trem panorâmico (BEX):
    • amplas janelas com vidro “a cúpula” para uma visão melhor da paisagem, mas não é possível abrir a janela.
    • as cadeiras são numeradas e devem ser reservadas na compra
    • há horário vinculado de partida
    • os lugares são limitados, e por isso a indicação é – compre com antecedência!
    • é indicado para quem quer fazer uma viagem sem paradas de ponta a ponta do percurso
    • IMPORTANTE: se você optar por fazer uma parada durante o percurso, perderá o lugar no trem, e deverá continuar em um trem de linha.
  • Trem panorâmico aberto
    • Nos meses de verão (se o tempo estiver bom, em julho e agosto , veja as notas no calendário), você poderá desfrutar ainda mais de perto o encantador panorama da linha Bernina em vagões panorâmicos abertos.
    • Totalmente abertos, com assentos de madeira, esses vagões são totalmente para não fumantes.
    • Os bancos possuem encosto que pode ser regulado de acordo com o sentido de marcha. Todos  estão equipados com passadiços de intercomunicação entre si, mas não dispõem de iluminação, nem sistema de difusão de áudio nem botões de pedido de paragem.
    • Se você precisar descer em uma parada sob demanda, consulte a carruagem fechada mais próxima.
    • Para saber a que horas estão as carruagens descapotáveis, consulte previamente os horários
    • Para conseguir o melhor lugar, já que não há opção de reserva , planeje chegar a tempo!

Bernina Express - Lombardia - Itália

Horários:

Inverno

De 13 de dezembro de 2020 a 7 de maio de 2021 e de 01 de novembro a 11 de dezembro de 2021

  5) 6) 8) BEX 7)  
Tirano 07,41 09h00 09,41 10,07 11,00 11,41
St. Moritz 10,11 11,11 12,11 12,35 13,11 14,11
  5) 6) 7) 8) BEX  
St. Moritz 12,48 13,48 14,48 15,48 16,14 16,48
Tirano 15,00 16,23 17,00 18,23 18,39 19,00

Legenda:

  1. Ele circula diariamente; de 7 de janeiro a 28 de março é possível reservar lugares no vagão panorâmico CHF 5,00
  2. Ele circula diariamente; de 13 de dezembro a 28 de março e de 1 de novembro a 11 de dezembro é possível reservar lugares no vagão panorâmico CHF 5,00.
  3. Ele circula diariamente; de 13 de dezembro a 28 de março é possível reservar lugares no vagão panorâmico CHF 5,00.
  4. Funciona diariamente de 26 de dezembro a 6 de janeiro, de 2 de abril a 7 de maio e de 4 de dezembro a 8 de dezembro.

 Verão

De 8 de maio a 31 de outubro de 2021

    4) BEX   4)
Tirano 07,41 09h00 09,41 10,07 11,00 11,41
St. Moritz 10,11 11,11 12,11 12,35 13,11 14,11
    4) BEX  4)
St. Moritz 12,48 13,48 14,48 15,48 16,14 16,48
Tirano 15,00 16,23 17,00 18,23 18,39 19,00

Legenda:

  1. Em caso de bom tempo, carruagens panorâmicas abertas também circulam de 28 de junho a 8 de setembro .
    Limitados lugares, reserva não é possível.

Pontos de Interesse no Bernina Express

Embora toda a extensão do Bernina Express seja um passeio excepcionalmente panorâmico pela paisagem alpina, há alguns destaques extraordinários ao longo do caminho.

  • Viaduto Brusio. Do centro da cidade de Tirano, Itália, o trem começa a subir rapidamente e, em poucos minutos, cruza a fronteira com a Suíça. Logo depois, chega ao impressionante Viaduto Brusio, uma ponte em arco em espiral que fomenta uma mudança de elevação que, de outra forma, seria muito íngreme para uma pista em linha reta.
  • Miralago. De Brusio, o cenário fica mais dramático à medida que o trem passa por Miralago, com as imagens espelhadas das montanhas ao redor r efletidas em suas águas calmas.
  • Vale Poschiavo. A subida acima do Vale Poschiavo nos abre a deslumbrante paisagem alpina pela qual o Bernina Express é famoso. O vilarejo de Poschiavo fica cada vez mais minúsculo à medida que o trem sobe os viadutos Cavagliasco até o terreno de alta montanha.
  • Alp Grüm. Este povoado de montanha, que no inverno é acessível apenas por trem, marca a única parada do Expresso de Bernina em sua jornada para o Vale de Engadina. Localizado ao sul de Bernina Pass, Alp Grüm, a 2.091 metros acima do nível do mar, oferece excelentes vistas da Geleira Palü e do Vale Poschiavo. No inverno, a paisagem fica coberta de neve. Para quem quer parar para comer ou mesmo pernoitar, tem o simples e rústico hotel e restaurante Alp Grüm na estação.
  • Lago Bianco. O trem passa por este reservatório de alta altitude – congelado no inverno – antes de chegar a Ospizio Bernina, o ponto mais alto da Linha Bernina, a 2.250 metros  acima do nível do mar e no ponto alto do Passo de Bernina.
  • Geleira Morteratsch. Embora esteja diminuindo rapidamente como resultado da mudança climática, a maior geleira da cordilheira Bernina ainda é uma visão impressionante. No inverno, é o cenário da área de esqui de Diavolezza e no verão, a área é ótima para caminhadas. Da geleira, a linha ferroviária desce para o Vale Engadine, parando primeiro na aconchegante Pontresina e depois no paraíso de esqui e spa de St. Moritz.

Informações Importantes:

Dicas duração e horários:

  • Antes de partir, lembre-se de levar o horário do Bernina Express com você, que muda de acordo com a temporada. Sugiro que consulte o calendário online com atenção. Se reparar bem, o horário de inverno abre numa nova página e o de verão noutra, dependendo do período em que viaja podes planear as suas viagens com antecedência.
  • Ao consultar os horários irá reparar na primeira tabela dedicada aos comboios da rota Tirano – ST.Moritz, enquanto o inverso esta descrito abaixo. Das paradas que sobem as encostas da montanha, algumas não estão marcadas, as menores também vão te surpreender (Campascio, Li Curt, Cadera …). Além disso, você já pode identificar antes das viagem as paradas que quer fazer e marcar com um “x” ao lado do nome. Se o seu destino coincidir com um desses, prepare-se para apertar o botão ao lado da porta de correr.
  • Um trem sai de Tirano e St. Moritz quase a cada hora.
  • A viagem sem descidas, ou seja, direta vai durar cerca de 2h e 15 min de panorâmica e 2h e 30 min no de linha
  • Se quiser aproveitar ao máximo,  o conselho é pegar o trem de linha às 9h00 ou 9h41, também pode escolher aqui entre a segunda ou a primeira classe. Terá assim um dia inteiro pela frente para se dedicar à descoberta da região.
  • Com a passagem de volta Tirano – St. Moritz d trem de linha, você pode planejar paradas intermediárias, visitar suas estações favoritas e voltar a bordo em um dos trens.
  • Para o retorno a cada hora há um trem que sai de St. Moritz, por conveniência, sugerimos que você não perca a última viagem direta para Tirano às 16h48, especialmente se você tiver conexões com o trem para Milano Centrale. Alternativamente, você terá que pegar o ônibus substituto em Poschiavo, onde embarcará no ônibus em direção a Tirano.

Preços:

O trem vermelho Bernina pode ser feito por diferentes rotas, cada uma com um preço diferente. Em cada percurso, crianças até 16 anos pagam metade de uma passagem normal, enquanto crianças menores de 6 anos que não ocupam assento, viajam no colo dos pais ou no carrinho de bebê, viajam gratuitamente. Todos os bilhetes para o Bernina Express podem ser adquiridos online.

Uma das informações úteis sobre o Trem Bernina certamente diz respeito aos preços que você pode encontrar ao longo de sua viagem. Na verdade, o euro não circula em Saint Moritz, mas sim o franco suíço, pois está localizado em território suíço, e também o padrão de vida é muito diferente do que estamos acostumados na Itália.

Antes de decidir comprar algo, é bom saber como ajustar o preço do que você compra, além de poderem se desvencilhar dos cálculos para a troca. Para dar um exemplo, ao entrar num bar, o café custa em média 2,50 € / 3,00 €, enquanto um copo de água pode ser pago como cerveja ou refrigerante. No entanto, outros gêneros, como roupas, calçados e livros podem ser mais baratos.

Documentação para fronteira

Outro aspecto a ter em conta ao viajar no Trem de Bernina são os documentos  de fato, depois de apenas dois quilômetros da saída de Tirano, você cruza a fronteira entre a Itália e a Suíça. Para cruzar a fronteira, você precisa de um documento de identidade válido para a expatriação (carteira de identidade se europeu ou passaporte). A partir de 2008, o controle sistemático de documentos não ocorre mais na estação de Tirano, pois os guardas de fronteira suíços embarcam no Bernina Express na parada de Campocologno e, a partir daí, com o trem em movimento, realizam todas as verificações habituais.

Roupas

Outra dica útil para uma viagem no Bernina Express diz respeito à roupa a usar nas diferentes viagens e nas diferentes épocas do ano. De fato, este magnífico trem percorre um percurso muito variado, com uma diferença de altura de 1824 metros, que parte dos 400 metros acima do nível do mar em Tirano e chega a mais de 2200 metros, por isso é necessário vestir-se adequadamente. Embora os vagões do Bernina Express sejam aquecidos mesmo em épocas não exatamente frias, o conselho é “se vestir em camadas” para estar equipado tanto para as temperaturas mais amenas de Tirano quanto para os 1.800 metros de Saint Moritz.

Inverno/verão

É bom saber que o Bernina permanece em operação o ano todo, todos os dias, com cerca de 30 trens em circulação por dia, tanto regionais quanto expressos. Nem mesmo o inverno, com suas abundantes nevascas, consegue impedir suas corridas: todos os problemas relativos ao estorvo dos trilhos são resolvidos pelos especiais limpa-neves rotativos e pelos funcionários, que costumam trabalhar à noite para não atrapalhar os intensos, e necessário, tráfego diurno.

A única diferença entre o inverno e o verão diz respeito ao horário, na verdade ele é reduzido no período de inverno.

Pessoas com dificuldade de locomoção

As viagens com o Bernina Express, ou simplesmente uma viagem de um dia, não têm contra-indicações para pessoas com dificuldade de locomoção. As estações Tirano e Saint Moritz são equipadas com apoios especiais para cadeiras de rodas, assim como existem alguns trens em serviço, equipados com um vagão tipo “BD”, que é um vagão com porta-malas, portas de carga largas, portas laterais, portas internas mais largas como bem como de espaço adequado para a cadeira de rodas, mesmo na posição aberta (portanto, não é necessária uma dobrável).

Bernina Express - Lombardia - Itália

Moeda

Saint Moritz está localizado em Val Engadina na Suiça. A Suíça não faz parte da União Europeia, portanto a moeda é o franco suíço. A taxa de câmbio, que pode variar de acordo com as flutuações diárias, é de 1 euro = 1,20 – 1,30 CHF. Várias lojas aceitam apenas notas de euro, mas dão o troco em francos suíços. É aconselhável não pagar com notas excessivamente pequenas. Cartões de crédito são comumente aceitos.

Serviços a bordo

Para tornar a viagem no trem Bernina mais agradável, você terá a possibilidade de se conectar à internet gratuitamente usando a conexão wi-fi (ID: InfoTrainment ), você também terá a possibilidade de conectar seus dispositivos portáteis ao InfoT ( r) sistema ainment, um guia digital de viagens onde você pode encontrar informações, história, a rota do trem ao vivo, um mapa e as principais atrações (não em português).

Há minibares, o serviço de bordo está disponível no Bernina Express com lanches, bebidas alcoólicas e não alcoólicas. O menu também está disponível online ; a bordo da rota de ida e volta para Landquart também existe a possibilidade de comprar almoço ou jantar.

Qual a melhor estação para fazer o passeio Bernina Express?

Se você se encantou com as paisagens estonteantes que é capaz de ver a partir do passeio do Bernina Express, mas ainda está em dúvida sobre qual a melhor época para se aventurar, não se preocupe que explicamos abaixo.

De maneira geral, o Bernina Express possui uma beleza única que pode ser aproveitada, tanto no verão quanto no inverno, assim se puder vá nos primeiros meses do ano e retorne em novembro e dezembro.

Assim, você terá a certeza que aproveitou tudo que esse lugar tinha a oferecer. Isso porque no inverno existem grandes lagos congelados e montanhas cheias de neve para poder tirar várias fotos encantadores.

Agora no verão ou até mesmo na primavera é possível se maravilhar com os campos verdes e os prados alpinos cheios de flores. Com certeza uma mudança que irá te tira o fôlego se fizer esse caminho nessas duas épocas do ano.

E também lembre-se que no inverno suíço os dias são mais curtos, por isso tente sempre reservar a sua passagem o mais cedo possível, assim evitando perder qualquer uma das vistas estonteantes que listamos acima.

Conclusão

Viu como é importante fazer um planejamento ou um roteiro de viagem ao decidir se aventurar pelo mundo? Além de estar vivenciado novas experiências, você estará no meio de situações desconhecidas para você. Seja a língua ou até mesmo o costume, ter um “jogo de cintura” para lidar com os imprevistos pode ser o que vai te salvar de situações constrangedoras e até mesmo perigosos.

Por isso, além de incluir o passeio do Bernina Express ao seu roteiro, que tal contar com um tour guiado pelas cidades italianas? No TourNaItalia.com, você encontra diversas ofertas de pacotes para aproveitar.

Com guias em português e diversas atrações, como passeios de barco, no TourNaItalia.com será impossível perder algo importante e se arrepender assim que chegar em casa. São diversos os destinos que você pode escolher até chegar na cidade de Tirano e fazer o passeio do Bernina Express, como por exemplo Alba, Turim e “Cinque Terre”.

Todos esses lugares que citamos acima possuem locais históricos que foram tombados como Patrimônios da Humanidade pela UNESCO. Sendo essa uma oportunidade única de conhecer mais.

Acesse o nosso site e confira os tours que temos disponíveis, além dos valores. Caso tenha qualquer dúvida não deixe de entrar conosco, seja em nossa home ou deixando o seu comentário abaixo e torne a sua viagem ainda mais memorável.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.