Portal Tour na Itália: turismo, cultura, tours, serviços e experiências!

O que ver em Pordenone, no Friuli

Pordenone é uma cidade localizada no lado ocidental de Friuli, anteriormente chamada de Portus Naonis, perto da fronteira com o Veneto. A sua história está inevitavelmente ligada ao Noncello, o curso de água que atravessa a cidade.

Introdução

Principal cidade no oeste de Friuli, Pordenone é uma cidade de cerca de 80.000 habitantes localizada no coração da planície de baixo Friuli, cercada no lado sul pelos Alpes Cárnicos.

Apesar de ser menos conhecida do que outras cidades vizinhas, Pordenone é um local agradável para descobrir durante um fim-de-semana, mas também durante umas férias mais longas, talvez como base para explorar os arredores.

O nome da cidade significa “porto no rio Noncello”. A história da cidade remonta à época romana, quando vários assentamentos agrícolas e vilas estavam localizados aqui. Nos séculos posteriores, a cidade tornou-se um porto fluvial. No século XIV, Pordenone foi entregue à família Habsburgo e, posteriormente, à República de Veneza, no século XVI. Após a Primeira Guerra Mundial, a economia da cidade sofreu bastante, mas se recuperou devido à presença militar após a Segunda Guerra Mundial.

Neste artigo, iremos dizer-lhe especificamente o que ver com certeza se estiver em Pordenone, incluindo os melhores lugares para comer / passar a noite, bem como alguns conselhos sobre como se locomover / circular pela cidade.

1 – Catedral e Torre do sino de San Marco

Construída a partir do século XIII, a Catedral de Pordenone ou Catedral de San Marco é o principal edifício de culto da cidade. Facilmente identificável no centro histórico pelo seu maciço e arquitetura neogótica, o edifício tem uma nave única no interior, com três capelas laterais de cada lado, bem como belos altares em mármore. O verdadeiro tesouro da igreja, no entanto, é o retábulo representando a Madonna della Misericordia, colocado no primeiro altar à direita e executado pelo pintor Pordenone.

Do lado de fora, o que mais surpreende (além do portal de entrada bastante majestoso) é a Torre do sino próxima, o símbolo indiscutível da cidade: iniciada em 1291 e concluída muitos anos depois, atinge uma altura de cerca de 97 metros (calculando também o comprimento da cúspide).

2. Contrata Maggiore – Corso Vittorio Emanuele II

Corso Vittorio Emanuele II é um lugar interessante para se visitar apenas pela arquitetura. Os edifícios são principalmente de estilo gótico e renascentista e são tipicamente decorados com belos afrescos. A arquitetura é bastante típica desta parte da Itália.

O Contrada Maggiore é o antigo centro da cidade onde os principais eventos de Pordenone aconteceram. Hoje conhecida como Corso Vittorio Emanuele II, a Contrada Maggiore é a rua pedonal mais bonita da cidade, ao longo da qual se avistam os edifícios civis mais importantes, mas também vários palácios de arte. Caminhar pelo Corso Vittorio Emanuele II é certamente uma das atividades imperdíveis se você está na cidade, deixando-se envolver pela atmosfera do passado ou relaxar em um bar com mesas ao ar livre, observando os transeuntes.

3 – Igreja de San Giorgio

Outra igreja muito importante da diocese de Pordenone é a Igreja de San Giorgio. Construída sobre um pequeno oratório do século XIV, esta igreja tem um estilo tipicamente neoclássico como já se pode perceber ao observá-la de fora: limpa, simples e linear como exigem os cânones neoclássicos. Ao lado do prédio, ergue-se a torre sineira projetada por Giovanni Battista Bassi com a estátua do santo no topo: em relação à estátua, porém, há uma disputa acalorada na cidade, ligada ao fato de os moradores de Borgo Castello não queriam que o santo estivesse de costas à eles, apesar do protesto que durou meses, a estátua foi finalmente virada para a praça em frente à igreja.

4 – Palazzo Comunale

Mesmo no Corso Vittorio Emanuele II, encontra-se o edifício civil mais importante de Pordedone ou seja a Câmara Municipal. Construído entre 1291 e 1395, o edifício tem planta trapezoidal e estrutura totalmente em alvenaria. Na parte inferior, uma bela loggia dá as boas-vindas aos visitantes, enquanto a parte dianteira da torre principal há um grande relógio astronômico que data do século XVI. No seu topo, dois mouros esculpidos em pedra batem as horas marcando o ritmo da vida da cidade. Nos dois lados, porém, destacam-se duas torres com cúspides cônicas.

5 – Piazza della Motta

Entre os lugares que no passado foram os protagonistas indiscutíveis da vida citadina de Pordenone, a Piazza della Motta certamente ocupará o primeiro lugar: sempre um espaço destinado ao mercado da cidade (mais ou menos desde 1400), esta praça, apelidada de Piazza dei Grani ainda abriga alguns edifícios históricos importantes, incluindo o antigo Convento dos Frades Menores de San Francesco, o Palazzo del Monte dei Pegni e o Palazzo Galvani Damiani.

Fulcro da vida popular do passado, a Piazza della Motta costumava ser usada não só para o mercado, mas também como palco das festas da cidade: além dos frequentes jogos de pallacorda e das celebrações do carnaval, acontecia aqui o Rogo della Vecia. Na ocasião, o fantoche de uma velha desfilava pelas ruas da cidade todas as noites em meados da Quaresma e, após um julgamento fictício, era julgado por todos os pecados cometidos pela comunidade e queimado na fogueira.

6. Ponte Adamo ed Eva

No rio Noncello, não muito longe da Câmara Municipal, a Ponte de Adão e Eva permite a travessia das duas margens do rio que liga a cidade à Igreja da Santíssima Trindade. Totalmente construída em pedra, a ponte tem três arcos e foi construída em 1550. A sua peculiaridade é a presença de duas figuras curiosas, uma masculina e outra feminina, doadas à cidade por um tenente veneziano e localizadas sobre os pilares da estrutura. No entanto, nem todos sabem que as duas estátuas, embora conhecidas por todos os habitantes da cidade como Adão e Eva (provavelmente em referência a um afresco na vizinha Igreja da Santíssima Trindade), na verdade representam as divindades pagãs Júpiter e Juno.

7 – Castello di Torre – Museu Arqueológico de Friuli Ocidental

Fora da cidade, em uma bela área verde ao norte, está o Castelo de Pordenone ou Castello di Torre, construído na época medieval. No seu interior encontra-se hoje o Museu Arqueológico de Friuli Ocidental que, em cerca de vinte salas repletas de painéis, testemunhos e achados, conta a história destas áreas, passando da Pré-história à Idade Média para chegar aos dias de hoje. Entre as peças mais importantes que aqui se preservam, sugerimos que concentre a sua atenção nos achados arqueológicos encontrados no sítio de moradias de Palù di Livenza, que desde há alguns anos é Património Mundial da UNESCO.

8 – Museu de arte cívica

Outro museu muito interessante para visitar se você estiver em Pordenone, além do arqueológico, é o Museu de Arte Cívica, localizado dentro do Palazzo Ricchieri. O edifício está dividido em dois pisos com tetos em madeira e decorações a fresco, que por si só valem o preço do bilhete. A exposição começa no segundo andar, onde estão expostas as esculturas mais antigas em madeira e pedra, passando por obras de entalhadores do século XV, até pinturas dos ‘600-700. Entre as obras mais importantes, encontra-se também uma rica seleção da produção pictórica do artista pordeniano Michelangelo Grigoletti.

9 – Parque San Valentino

Por fim, se deseja descansar um pouco durante o seu fim de semana em Pordenone, talvez aproveitando um bom dia, sugerimos que passe algumas horas da tarde visitando o bem cuidado Parque Valentino, uma área verde localizada não muito longe do centro. . Aqui, você pode descansar em um banco, ler um livro enquanto toma um café em uma mesa de bar ou se dedicar à atividade física praticando um pouco de corrida ou um passeio de bicicleta. Mesmo para quem viaja com crianças, este parque é ideal: uma área especial do parque, de facto, é especialmente dedicada às crianças com escorregas, baloiços e outros jogos divertidos.

Pronto para descobrir Pordenone?

🏷 Guia Prático

Como chegar a Pordenone?
  • Pordenone é facilmente acessível de carro partindo de todas as principais cidades italianas: Veneza (88 km), Pádua (111 km), Verona (193 km), Trieste (115 km), Udine (53 km), Ferrara (184 km), Bolonha (226 km), Vicenza (147 km), Bolzano (222 km), Trento (171 km), Mântua (227 km), Chioggia (122 km).
  • A cidade está localizada ao longo da linha ferroviária Veneza Mestre-Udine, por isso o trem também pode ser uma excelente solução para chegar à cidade.
  • Por outro lado, de avião, os aeroportos mais próximos de Pordenone são Veneza Marco Polo (79 km) e o aeroporto regional de Trieste (81 km). De ambos os aeroportos será necessário pegar um ônibus na direção de Pordenone.
  • TRANSFER – nós oferecemos o serviço de transfer em Gorizia e em toda a região do Friuli, veja AQUI
  • Onde estacionar: se você não tem a possibilidade de deixar seu carro no estacionamento do hotel ou estrutura onde está hospedado, em Pordenone existem alguns estacionamentos pagos de vários andares perto do centro, Parcheggio di Corte del Bosco (indicação), o de Vallona (indicação) e  Oberdan (indicação). 

Onde comer?

Pordenone tem algumas boas opções de restaurante. Existem muitos bons restaurantes que servem a autêntica comida friulana, cafés, pubs, pizzarias e delicatessens. Para comida local, os melhores lugares para experimentar são Al Cavaliere Perso, Mediterraneo, La Cassette, C’era Una Volta e Aquila Nera. Os cafés aqui servem alguns bons snacks ligeiros e aperitivos, melhor para um almoço leve. Cafés ao ar livre são muito populares entre turistas e locais, pois permitem boas vistas ao ar livre.

Onde dormir?

Pordenone tem boas opções em termos de hospedagem e hotéis, do econômico ao luxo. Os B&Bs são muitos na cidade e podem ser uma boa opção para quem se preocupa com o orçamento. Alguns bons lugares para se hospedar na cidade são o Hotel Minerva, o Hotel Oliva, o Palace Hotel Moderno, o Best Western Park Hotel e o Hotel Villa Ottoboni.

Durante a viagem pelo Friuli Venezia Giulia optei por fazer 2 bases, e dividimos pela proximidade com as cidades que eu queria visitar. Adorei todos os hotéis que ficamos:

  • Portopiccolo (pertinho de Trieste) – Em Portopiccolo ficamos em um 5 estrelas da Marriot Falisia, a Luxury Collection Resort & Spa, Portopiccolo que tinha um ótimo pacote com spa no e festa de reveillon. Dali visitamos os castelos de Miramare e Duino e a cidade de Gorizia e Trieste.
  • Udine – ficamos numB&B de Charme Casa Stucky pertinho do centro e dali visitamos Udine, San Daniele, Palmanova, Aquilea, Civitale del Friuli e Pordenone.

Algumas informações importantes

INFO VISITAMAPA

site oficial: https://www.comune.pordenone.it/it/citta/visita

Locomovendo-se: a melhor forma é a pé, o que permite explorar de perto o centro histórico e os principais bairros da cidade.

Infopoint Pordenone: o posto de informação Turismo FVG fica no Palazzo Badini, na via Mazzini, 2

Sobre Deyse RibeiroSou Deyse Ribeiro, nasci em Minas Gerais, e vivo na Itália há 14 anos. Sou especialista em turismo na Itália, onde adquiri experiência atuando desde 2011 como guia de turismo, criadora de conteúdo sobre turismo e empresária no ramo. Abri minha primeira empresa em 2017, e ofereço serviços, tours, transfers e experiências únicas na Itália, através do Portal TourNaItália.com - uma boutique de experiências diferente de tudo o que você já viu!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.