Portal Tour na Itália: turismo, cultura, tours, serviços e experiências!

Conhecendo Udine, a cidade de Tiepolo

Udine é uma cidade localizada na região de Friuli Venezia Guilia e está situada bem próxima à fronteira com a Eslovênia. É também a cidade de Tiepolo, grande pintor italiano.

Udine tem uma longa história que remonta a séculos. Embora o nome de Udine seja mencionado pela primeira vez apenas em 938 dC, sabe-se que a cidade tenha sido habitada desde o período Neolítico. Em 1223, Udine tornou-se a sede do Patriarca e o centro de comércio mais importante da região.

Introdução:

Udine é uma bela cidade com praças de arquitetura veneziana e edifícios antigos, protegida pelo seu castelo que se eleva 138 metros acima do nível do mar. e de onde você pode admirar os telhados da cidade, as montanhas que a cercam e o Mar Adriático.

Em 2018, a população de Udine era de 99.500 pessoas. A cidade é um lugar tranquilo e com muita história que se reflete muito bem em vários aspectos da cultura da cidade.

Habitada desde o Neolítico, atravessada por Átila que se apaixonou por suas colinas, passou a ser um importante centro urbano em 983 até se tornar residência patriarcal em 1222. No século XVIII foi a cidade de Giambattista Tiepolo que atingiu na cidade a sua maturidade artística e aqui hoje é possível admirar suas obras-primas no Palácio Patriarcal e na Catedral.

Em 1866 foi anexada ao Reino da Itália e após a Segunda Guerra Mundial começou a se desenvolver até se tornar a cidade que é hoje. Sempre enraizado nas suas tradições populares e muito apegado ao território apesar de estar aberto a novidades, associa a sua imagem às inúmeras tabernas onde se celebra o ritual de Tajut: um copo de vinho na companhia. Os vinhos friulanos apresentam de fato picos de excelência que os tornaram conhecidos em todo o mundo e muitas vezes se combinam com pratos típicos da tradição camponesa.

Vamos conhecer as atrações de Udine?

1. Castelo

O Castelo é um dos monumentos mais significativos da cidade de Udine. Foi construído na primeira metade do século XVI em estilo renascentista sobre as ruínas de uma fortaleza anterior. No verão, a praça do castelo acolhe eventos como concertos, exposições e apresentações teatrais.

Hoje abriga o Museu do Risorgimento e o Museu Arqueológico no primeiro andar, no andar principal fica a Galeria de Arte, no terceiro andar o Museu da Fotografia. O conteúdo histórico e cultural é, portanto, muito precioso e é um dos locais históricos mais visitados de Friuli.

Loggia e Tempietto di San Giovanni com ao fundo a Torre do Relógio

2. Piazza della Libertà

Aos pés da colina onde se ergue o Castelo de Udine, esta maravilhosa praça abre-se aos turistas, rica em elementos históricos de enorme valor. Sempre um centro vital da cidade, o mercado do vinho acontecia aqui já no século 14, tornou-se a Piazza Comunale em 1441 juntamente com a construção da bela Loggia Lionello e embelezada ao longo dos séculos com a Loggia di San Giovanni, a Torre do Relógio, a fonte do século XVI e estátuas do século XVII. Os estilos arquitetônicos, apesar de serem variados e de épocas diferentes, são afetados pelas influências gótico-venezianas e tornam todo o contexto de uma beleza extraordinária.

Loggia Del Lionello

O magnífico edifício da Loggia Del Lionello  é um único corpus com o Palazzo degli Uffici Municipali ( a Prefeitura), obra do arquiteto Raimondo D’Aronco e construído no lugar da antiga chancelaria no início do século XX, a fim de atender às necessidades dos cidadãos. A maior parte das obras que estavam presentes no interior , hoje se encontram no museu da cidade. Entre estes, lembramos o ciclo de telas da Sereníssima República de Veneza e Nossa Senhora com a criança de Giovanni Antonio de ‘Sacchis, datado de 1516. A arquitetura do edifício é em estilo gótico veneziano com bela atenção aos detalhes.

Em frente à loggia Lionello estão a Loggia e Tempietto di San Giovanni, construído em 1533 pelo arquiteto lombardo Bernardino da Morcote. A sua realização envolveu numerosos problemas, tanto a nível urbano como prático. O trabalho resultante  lembra Brunelleschi. A igreja, anteriormente dedicada a São João, agora é usada como um pequeno templo em homenagens aos “caduti” (mortos da guerra). Também em frente à loggia Lionello, estão as estátua de Hércules e Caco, atribuídas a Angelo de Putti.

Incorporada na loggia de San Giovanni, a Torre do Relógio foi construída em 1527 segundo um projeto de Giovanni da Udine, que foi inspirado na torre veneziana na Piazza San Marco. No seu topo encontram-se os dois mouros que tocam as horas num sino, as atuais esculturas em cobre datam de 1852 e substituíram as originais em madeira.

3. Via Mercatovecchio

Em 1223 o Patriarca Bertoldo de Andechs concedeu a possibilidade de fazer um mercado nesta rua, juntamente com a possibilidade de não pagar impostos. Isso atraiu muitos comerciantes que se estabeleceram em Udine e que contribuíram para o desenvolvimento urbano da área construindo palácios e arcadas. Na metade do caminho fica o imponente Palazzo del Monte di Pietà e um pouco mais adiante fica a Casa Sabbadini.

catedral

4. A catedral

O Duomo de Santa Maria Annunziata é a Catedral de Udine, um símbolo da vida religiosa da cidade construída em 1236 em estilo românico e consagrada em 1335. O Portal da Redenção e o Portal da Coroação em altos relevos e arcos pontiagudos são bela. No interior encontramos várias capelas com afrescos finos e dois órgãos de 1500. No presbitério fica a estátua do Patriarca Bertrando. Também é possível visitar a cripta e um pequeno museu que se desenvolve nas salas contíguas.

Este slideshow necessita de JavaScript.

5. Piazza Matteotti

A Piazza Matteotti sempre foi um dos lugares mais populares da cidade. No centro está a Fonte de Giovanni da Udine de 1543 e a coluna com a estátua de Nossa Senhora com o menino jesus de 1487.

Rodeado por fileiras de arcadas, que terminam no local onde se ergue a Igreja de San Giacomo, do século XIV. Junto à igreja está a Capela das Almas, com as estátuas das quatro virtudes cardeais, na via delle Erbe o Palazzo Comunale e na via Cavour encontramos a Casa Cavazzini, sede do Museu de Arte Moderna e Contemporânea.

6. Museu Diocesiano Palazzo Patriarcale

O Palazzo Patriarchale foi construído em 1517 no lugar de um antigo palácio como residência para os patriarcas de Aquileia. O Palazzo foi originalmente usado como residência privada e durante o governo austríaco foi usado como prisão. O palácio está agora aberto para os visitantes com o Museu Diocesano e Galeria Tiepolo. O museu inclui uma rica coleção de arte sacra, e  salas com afrescos de Tiepolo, além da biblioteca arquiepiscopal.

Galeria Tiepolo – Foto: Wikipedia Commons Di Rollroboter – Opera propria, CC BY-SA 4.0,

7. Casa Cavazzini

Edifício privado de 1540 pertencente a uma família nobre, hoje abriga o Museu de Arte Moderna da cidade. O museu com seu acervo permanente está disposto no primeiro e segundo andares, enquanto o térreo é dedicado à montagem de exposições temporárias e eventos colaterais.

Udine

8. Parco del Cormôr

O Parque Botânico Cormôr é o parque onde as pessoas de Udine passam os dias, o pulmão verde da cidade onde podem passear e praticar atividades físicas. Muitas vezes, é o local de iniciativas como shows e eventos culturais, principalmente no verão. No interior, há pontos de restauração e um mercado periódico de frutas e vegetais.

9. Museu Etnográfico de Friuliano

O Museu Etnográfico del Friuli, instalado no Palazzo Giacomelli do século XVI, apresenta uma rica coleção relativa às várias áreas da cultura tradicional Friuliana ao longo de um período de tempo que vai do século XVIII ao século XX. O objetivo do museu é a divulgação das tradições rituais, linguísticas e populares da região.


10. Igreja de Santa Maria di Castello

Esta igreja é o local sagrado mais antigo da cidade, datando de 1200 dC. mas construída sobre vestígios pré-existentes do período Lombardo, com estilo românico, divididas por arcos e pilares, com afrescos que incluem a Coroação da Virgem e o Martírio de San Lorenzo. A torre do sino construída junto à igreja data do século XVI.

Pronto para descobrir Gorizia?

🏷 Guia Prático

Como ir a Udine?
  • Udine não tem aeroporto, mas fica perto o suficiente dos aeroportos de Treviso (117 km) e Veneza (121 km). A partir destes aeroportos você pode chegar de trem (de Treviso 1 hora e 30 minutos por € 10,60, de Veneza cerca de 2 horas por € 12,30), de ônibus (ônibus ATVO) ou táxi.
  • Do aeroporto de Trieste (33 km) o serviço para a cidade de Udine é garantido pelas linhas de autocarros ATVO ao custo de € 4,75.
  • De carro, de Veneza são 130 km seguindo a A4 em direção ao norte, de Milão são 387 km ao longo da A4.
  • Udine tem boas conexões com as cidades e vilarejos da região de Friuli Venezia Guilia. Há trens frequentes que conectam Udine a outras cidades da província como Osoppo e Tarvisio e a outros destinos da região como Gorizia, Grado e Pordenone. Os trens são bastante confortáveis ​​e devido às suas viagens frequentes entre as cidades, eles continuam muito populares entre os habitantes locais.
  • Onde estacionar: é aconselhável estacionar num dos muitos parques fora do centro ou perto da estação. Os parques de estacionamento mais convenientes são os Parcheggio Udine: no Viale Europa Unita 90 (indicações), o parcheggio Bertaldia na via Bertaldia (indicações) e o Parcheggio I Maggio na zona Castello (indicações). Eles oferecem tarifas a partir de € 0,70 por hora de estacionamento.
  • TRANSFER – nós oferecemos o serviço de transfer em Gorizia e em toda a região do Friuli, veja AQUI

O que e onde comer?

Udine é famosa pela hora dos aperitivos, tanto de dia como à noite, sempre oferecidos em combinação com ricos buffets a preços razoáveis. Experimente também o “vertical” dos vinhos friulanos acompanhados de embutidos e queijos e propostos nos wine bar e cafés da cidade.

Alguns bons lugares para experimentar a comida friulana são Trattoria al Paradiso, Levade, Pizzeria ala Lampada, Grani di Pepe, II Ristorantino e La Dal Cont.

  • I Piombi: restaurante convertido em antigo presídio, oferece pratos típicos e internacionais. Grande seleção de cervejas, inclusive artesanais. 100 metros do castelo.
  • Pepata di Corte: restaurante com especialidades de marisco, peixe fresco e uma excelente selecção de vinhos.
  • Agli Amici desde 1887: proposta refinada em um ambiente elegante e bem cuidado. Serviço impecável e sommelier muito útil. Eu optei por esse por 2 noites seguidas!!!

Onde dormir?

Durante a viagem pelo Friuli Venezia Giulia optei por fazer 2 bases, e dividimos pela proximidade com as cidades que eu queria visitar. Adorei todos os hotéis que ficamos:

  • Portopiccolo (pertinho de Trieste) – Em Portopiccolo ficamos em um 5 estrelas da Marriot Falisia, a Luxury Collection Resort & Spa, Portopiccolo que tinha um ótimo pacote com spa no e festa de reveillon. Dali visitamos os castelos de Miramare e Duino e a cidade de Gorizia e Trieste.
  • Udine – ficamos numB&B de Charme Casa Stucky pertinho do centro e dali visitamos Udine, San Daniele, Palmanova, Aquilea, Civitale del Friuli e Pordenone.

Outras opções em Udine  são Hotel Allegria, Suite Inn, Grani di Pepe, Hotel Principe, Hotel Ramandolo e Astoria Hotel Italia. Há também muitos Bed & Breakfasts decentes na cidade.

>

Algumas informações importantes

INFO VISITAMUSEUSMAPA
  • Ponto de Informação turística: Piazza I Maggio, 7
  • Site oficial: www.turismofvg.it
  • Como se deslocar: a cidade à escala humana e facilmente visitada a pé ou de transportes públicos que ligam todos os pontos da cidade com 12 linhas ao preço de 1,30 € cada sentido. Além disso, aos sábados e feriados, um serviço de transporte gratuito sai da estação ferroviária a cada 15 minutos para o castelo. Udine também possui muitas ciclovias e até pontos de aluguel automatizados, enquanto a ZTL impede o acesso de carro a muitas áreas do centro histórico.

Museus e Monumentos:

  • Castelo e seus museus: Horário: terça a domingo das 10h00 às 18h00 (a bilheteira fecha 30 minutos antes) – fechado às segundas-feiras
    Preço do ingresso: Museu Arqueológico, Museu do Risorgimento, Museu de Fotografia, Galeria de Arte Antiga integral € 8,00 – reduzido € 4,00 – menores de 18 anos grátis
  • Duomo e Museu: Horário: igreja sempre acessível – museu de segunda a sábado das 10h00 às 12h00 e das 16h00 às 18h00; Domingo das 16:00 às 18:00
    Preço do ingresso: Igreja grátis – ingresso único do museu € 2,00
  • Palazzo Patriarcale – Museo Diocesiano e Gallerie del Tiepolo:Segunda a Domingo das 10:00 h às 13:00 h e das 15:00 h às 18:00 h – fechado às terças-feiras
    Preço do ingresso: € 7,00 integral – reduzido € 5,00  – menores de 6 anos grátis
  • Casa Cavazzini – Museu de Arte Moderna: Horário : terça a domingo das 10:30 às 17:00 – fechado na segunda-feira
    Preço do ingresso: € 5,00 total – € 2,50 reduzido
  • Museu Etnografico: Horário: terça a domingo das 10:00 às 18:00 – fechado segunda-feira
    Preço do ingresso: € 5,00 integral – € 2,50 reduzido

Sobre Deyse RibeiroSou Deyse Ribeiro, nasci em Minas Gerais, e vivo na Itália há 14 anos. Sou especialista em turismo na Itália, onde adquiri experiência atuando desde 2011 como guia de turismo, criadora de conteúdo sobre turismo e empresária no ramo. Abri minha primeira empresa em 2017, e ofereço serviços, tours, transfers e experiências únicas na Itália, através do Portal TourNaItália.com - uma boutique de experiências diferente de tudo o que você já viu!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.