Portal Tour na Itália: turismo, cultura, tours, serviços e experiências!

Forte di Bard: uma das mais belas fortalezas da Itália

Todas as informações úteis para visitar o Forte di Bard, uma das mais belas fortalezas da Itália: horários, preços e como chegar a este maravilhoso destino.

Quase intacta desde o momento de sua construção, o Fort di Bard ou Fortaleza de Bard representa um dos melhores exemplos de redutos militares do início de 1800 e que foi reaberto ao público em 2006.

Hoje acolhe exposições de arte antiga, moderna e contemporânea e três exposições permanentes. Visitá-la significa fazer uma viagem pela história, são 14.467 metros quadrados de superfície e 3.600 metros quadrados de áreas de exposição.

Forte di Bard: a história

O Forte di Bard está localizado em um promontório rochoso 384 metros acima do nível do mar, à esquerda do rio Dora Baltea, na cidade de Bardo, no Valle D’Aosta.

Dada a sua posição estratégica, presume-se que o castelo foi fortificado já na época pré-romana, embora os primeiros documentos atestem ser relativos ao rei ostrogodo Teodorico, na século VI. Em 1242, o forte foi conquistado por Amedeo IV de Sabóia e  passou então para o domínio dos Sabóia. Em 1661, tornou-se a guarnição das forças do Ducado de Sabóia no Vale de Aosta. Ainda temos vestígios disso quando, em 1704, durante a guerra da sucessão espanhola, o exército de Vittorio Amedeo II de Sabóia opôs Bard às tropas francesas.

O episódio mais conhecido, entretanto, é o de 14 de maio de 1800, quando 40.000 homens da Armée de réserve de Napoleão cruzaram os Alpes pelo Gran San Bernard para surpreender o exército austro-piemontês. Chegando em Bard, eles foram parados pela guarnição das tropas austríacas que guardavam a fortaleza. O cerco durou cerca de duas semanas, até que Napoleão, exasperado com a resistência dos soldados italianos e austríacos, mandou arrasar o castelo de Bard. Em 1827, Carlo Felice di Savoia confiou o projeto de reconstrução ao engenheiro militar Francesco Antonio Olivero.

As obras duraram de 1830 a 1838. O resultado foi uma fortaleza dividida em três corpos dispostos em níveis diferentes: a Ópera Ferdinando no fundo, a Ópera Vittorio no meio e a Ópera Carlo Alberto no alto. No final do século XIX o forte Bard caiu em desuso e foi utilizado primeiro como prisão militar e depois como paiol de pólvora, até que, desuso em 1975 pela propriedade militar estatal, em 1990 foi adquirido pela Região Valle d’Aosta. Depois de algumas restaurações, o castelo foi aberto ao público em 2006 e hoje é um dos centros culturais mais conhecidos da região.

O Forte di Bard hoje

Hoje o Forte di Bard pode ser visto em toda a sua grandeza com os três níveis situados entre 400 e 467 metros, para um total de 283 quartos divididos entre a Ópera Ferdinando, a Ópera Vittorio e a Ópera Carlo Alberto.

  • A Ópera Ferdinando está dividida em duas partes: a ópera Ferdinand inferior e a ópera Ferdinando superior, onde se encontra o Museu das Fortificações e Fronteiras. O museu oferece uma viagem pela evolução das técnicas defensivas, dos sistemas de cerco e do conceito de fronteira. Atrás dela, encontramos a Opera Mortai e a Polveriera, que abrigam as salas para oficinas educativas e exposições temporárias.
  • Ópera Vittorio, localizada a meio caminho da fortaleza, hospeda Le Alpi dei Ragazzi – os Alpes dos Meninos – uma abordagem interativa de montanhismo dedicada aos mais jovens.
  • Acima encontramos a Opera di Gola e a Opera Carlo Alberto, com um grande pátio quadrangular. Este último abriga o Museu dos Alpes, um museu de última geração que abriga importantes coleções de objetos, artefatos, pedras e achados da mais importante cordilheira italiana. A exposição tem 29 salas que tratam as várias faces da montanha, com suportes vídeo, fotográficos e sonoros. O museu foi projetado para receber visitantes de todas as idades. No rés-do-chão existem espaços dedicados a exposições temporárias. Também dentro da Ópera Carlo Alberto estão as Prisões, 24 celas de detenção dispostas ao longo de quatro seções onde os presos eram mantidos. Hoje o espaço abriga um caminho multimídia que ilustra a história de toda a fortaleza. A Ópera Carlo Alberto alberga também um requintado e elegante hotel, alojado nos quartos da antiga guarnição por cima do forno de pão. Onze quartos exclusivos para viver a experiência de pernoitar em um lugar rico em arte e história.

Não deixe de ler os textos que citei sobre o Forte Bard:

DICAS:
  • Forte di Bard também oferece muitos workshops e atividades educacionais para crianças em idade escolar.
  • Dentro da fortaleza existe também uma Cafetaria e um Restaurante, onde pode saborear comidas típicas do Vale de Aosta.
  • Ao redor da Fortaleza também é possível fazer um percurso panorâmico que permite admirar todas as belezas que cercam o castelo: o vale principal moldado pela geleira Balteo, o Vale Champorcher, o Corma di Machaby, o caminho do Dora Baltea, as cachoeiras e os afluentes laterais. Além disso, o roteiro permite conhecer as peculiaridades geológicas, vegetações e faunísticos da região.
  • O Forte di Bard está localizado ao longo da antiga Via Francigena que ligava Canterbury a Roma na Idade Média , por isso também é possível chegar a pé.
  • O alto da fortaleza é acessível tanto por um caminho pedonal como por um funicular panorâmico de onde se pode desfrutar de uma vista deslumbrante sobre todo o vale que rodeia a aldeia de Bard.
  • O Forte di Bard é livre de barreiras arquitetônicas e é acessível a todos em todas as áreas, apenas as Prisões não são de fácil acesso para visitantes com mobilidade reduzida, devido ao pavimento de paralelepípedos. Os deficientes visuais e cegos podem aproveitar os caminhos táteis e totens com descrições em Braille.
  • O acesso aos animais com coleira é permitido em todas as áreas ao ar livre e na Piazza di Gola há uma área de descanso dedicada.

 

Forte di Bard e os Vingadores:

Em 2014 o Forte di Bard foi escolhido pela Marvel para hospedar algumas cenas de “Avengers: Age of Ultron”. O castelo foi usado como residência de Hydra, a arqui-inimiga do Escudo. O forte é onde Ultron define seu plano para destruir o Planeta.

A cidadezinha de Bard e outras atrações:

Antes de chegar ao castelo, faça uma parada em Bard, uma pequena vila medieval de pouco mais de 150 habitantes que é a menor cidade de todo o Valle d’Aosta. Caminhando pelas ruas estreitas do centro é possível encontrar edifícios que datam dos séculos XV e XVI. Entre estes, o palácio dos nobres Nicole, os últimos condes de Bard, que remonta ao século XVIII. Na pequena praça da cidade encontramos a igreja paroquial da Assunção de Maria, que data do século XII.

Antes de chegar ao forte Bard, vale também a pena visitar o Geosito Archeologico, com formações geológicas e gravuras rupestres que datam do período Neolítico. Aqui também encontramos o “Scivolo delle donne” (também conhecido como a “pedra da fertilidade”), uma pedra alongada particular, produzida ao longo dos séculos. Segundo uma antiga crença, ligada à fertilidade, deslizar nesta rocha inclinada teria permitido curar ou prevenir a infertilidade. Não muito longe, você também pode visitar a cidade de Hône, igualmente característica.

🏷 Guia Prático

Como chegar ao Forte Bard?

O Forte di Bard está localizado a cerca de 48 km de Aosta e 78 km de Torino.

  • De carro: pode ser alcançado de carro pela SS. 26 do Vale de Aosta e da autoestrada A5, com a saída Pont-Saint-Martin a sul e Verrès a norte. Em Bard existem vários parques de estacionamento a partir dos quais pode chegar facilmente a pé ao Forte.
  • De trem: quem quiser chegar de trem deve pegar o trem local e descer na estação Hône-Bard, que fica a cerca de 600 metros do Forte.
  • De ônibus: o município também é servido por várias linhas de ônibus (Vita Group, Savda, Flixbus).
    • De carro: pode ser alcançado de carro pela SS. 26 do Vale de Aosta e da autoestrada A5, com a saída Pont-Saint-Martin a sul e Verrès a norte. Em Bard existem vários parques de estacionamento a partir dos quais pode chegar facilmente a pé ao Forte.
    • De trem: quem quiser chegar de trem deve pegar o trem local e descer na estação Hône-Bard, que fica a cerca de 600 metros do Forte.
    • De ônibus: o município também é servido por várias linhas de ônibus (Vita Group, Savda, Flixbus).
  • Aeroporto : O aeroporto mais próximo é Torino Caselle.Aeroporto : O aeroporto mais próximo é Torino Caselle.
Onde comer?

Dentro da fortaleza existe também uma Cafeteria e um Restaurante, onde pode saborear comidas típicas do Vale de Aosta.

Mas de quiser comer fora da Fortaleza algumas opções:

Onde dormir? De onde visitar?:

Dentro do Forte há um hotel, inclusive muito bonito e uma interessante maneira de vivenciar a experiência da estadia numa Fortaleza antiga –  veja o site do Hotel Cavour

Porém, se você optar por somente fazer uma visita de outra cidade, você terá várias opções, veja algumas distâncias:

  • 40 min de carro de Aosta e 1h de Courmayeur,
  • 1h 40 min de Milão
  • 54 min de Torino

Algumas informações importantes:

INFO VISITAINGRESSOMAPA

site oficial: https://www.fortedibard.it/

O Forte di Bard está aberto de terça a domingo nos seguintes horários:

      • Dias da semana, das 10h às 17h
      • Sábado e domingo, das 10h00 às 18h00
      • Fechado nos dias 23, 24 e 25 de dezembro
      • Fechado de 7 a 31 de janeiro

A entrada ao Forte di Bard é gratuita, mas cada área de exposição tem seu próprio ingresso. Estes são os preços das áreas individuais:

        • Museu dos Alpes: Completo: € 8,00 – Reduzido: € 6,00 – Crianças (6 a 18 anos): € 4,00
        • Museu de Fortificações e Fronteiras: Completo: € 9,00 – Reduzido: € 7,00 – Crianças reduzidas (6-18 anos) e Escolas: € 5,00
        • Museu de Fortificações e Fronteiras + Exposição de História de uma Aventura. Forte di Bard 1999-2019: Completo: € 10,00 – Reduzido: € 8,00 – Crianças reduzidas (6 a 18 anos) e Escolas: € 6,00
        • Prisões do Forte: Completo: € 5,00 – Reduzido: € 4,00
        • Le Alpi dei Ragazzi – Os Alpes dos Meninos: Completo: € 5,00 – Reduzido (6 a 18 anos): € 4,00

Fotos: wikipedia commons

Sobre Deyse RibeiroSou Deyse Ribeiro, nasci em Minas Gerais, e vivo na Itália há 14 anos. Sou especialista em turismo na Itália, onde adquiri experiência atuando desde 2011 como guia de turismo, criadora de conteúdo sobre turismo e empresária no ramo. Abri minha primeira empresa em 2017, e ofereço serviços, tours, transfers e experiências únicas na Itália, através do Portal TourNaItália.com - uma boutique de experiências diferente de tudo o que você já viu!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.