Portal Tour na Itália: turismo, cultura, tours, serviços e experiências!

Alberobello: conheça a capital dos trulli e entenda as suas origens

Patrimônio Mundial da Unesco, a pequena comuna de Alberobello, localizada na região da Puglia, é um ótimo destino para o seu tour pelo sul da Itália.

O sul da Itália guarda belezas únicas e encantadoras. Entre elas, a cidade de Alberobello, na região da Puglia. Com apenas 10 mil habitantes, ela é declarada Patrimônio Mundial da Unesco (Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura) por seus trulli – destaque da região, os trulli são construções extremamente curiosas que chamam atenção de qualquer possível visitante.

Carro-chefe da comuna, os trulli são pequenas casas circulares com tetos e cúpulas cônicas, feitas em calcário e sem uso de qualquer argamassa, cimento ou rejunte. Apenas pedras. A cidade vista de cima é completamente impressionante. As portas e paredes dessas construções costumam ser brancas, carregando decorações de símbolos religiosos.

Até hoje, não se sabe exatamente a origem dessas casas, mas o nome trulli já foi utilizado, em outros tempos, para se referir a antigos túmulos circulares na área rural de Roma. Hoje, os trulli de Alberobello são usados como casas habitacionais, lojas de souvenirs, restaurantes e podem abrigar até igrejas na cidade.

Se você está pensando em fazer um tour pela Itália, que tal adicionar a cidade dos Trulli em seu itinerário? Neste texto, vamos falar um pouco sobre as origens de Alberobello, a importância dos Trulli para a comuna, as delícias da gastronomia local e o que fazer caso você decida desbravar o sul da Itália.

Alberobello obteve o reconhecimento da Unesco em 1996. A ideia com essa nomeação é declarar o local como importante ponto de preservação e conservação. Assim, deram-se inícios a regras extremamente rígidas e técnicas minuciosas para restauração dos trulli, para que se mantenha essa tradição regional na cidade italiana.

Em outros tempos, os trulli eram utilizados como depósitos agrários, estábulos, até que a técnica se afinou e eles passaram a ser usados como moradia. Com o tempo, alguns núcleos de trulli foram se expandindo, formando pequenos burgos a partir deles.

Alberobello - Puglia - Itália

Ao declarar a cidade como patrimônio mundial, a Unesco afirmou, na ocasião: “Um exemplo excepcional de arquitetura vernacular. É uma das mais conservadas e homogêneas áreas urbanas desse tipo na Europa. A sua característica especial é que ainda tenham habitações ocupadas. Isso representa um exemplo de técnica construtiva pré-histórica que sobreviveu, em uma nação reconhecida como uma das regiões mais importantes do mundo no tocante à arquitetura e planejamento urbano”. Então, vamos conhecer um pouco mais sobre a sua história?

A história por trás da capital dos trulli

Alberobello foi libertada do domínio feudal em 1797. O fundamento da cidade sucede o período das guerras ocorridas no Reino de Nápoles.

Na época, o rei de Nápoles, Ferrante, doou as terras a Andrea Matteo, que chamou o local de “Selva”. Mas o senhor feudal que honra o mérito do nascimento de Alberobello é Gian Girolamo II dos Condes Acquaviva d’Aragona di Conversano.

Reza a lenda que, tendo tomado posse do feudo, o conde convocou camponeses de territórios vizinhos, prometendo privilégios para que tornassem as terras em áreas cultiváveis.

O rei da Espanha, na época, tributava constituições de centros urbanos a partir de feudos. Para driblar a legislação, Gian teria dado aos camponeses o direito de construir pequenas moradias com calcário, que o próprio território oferecia, sem uso de cimento. Assim, ele poderia facilmente ser destruído e reconstruído para a inspeção, caso houvesse. Essa é uma das possíveis histórias que explicariam a origem dessas casas.

Enquanto isso, as 3500 pessoas que moravam na região estavam já cansadas do domínio feudal. Estamos no ano de 1797. O rei, movido pela vontade dos 7 delegados, prometeu ao povoado que emitiria um edital para mudar a situação local.

Para celebrar, foi colocada a pedra da primeira casa erguida com cal e argamassa, chamada “Casa d’Amore”, em frente ao palácio dos Condes Acquaviva. Ela segue em pé até hoje e é um dos pontos principais de Alberobello para conhecer.

Felizes com o reconhecimento da comuna, os cidadãos quiseram batizar a aldeia com o nome do rei de Ferrandina, mas acabaram optando pelo nome original da vila, “Arboris belli”, em latim, Alberobello.

Alberobello - Puglia - Itália

A arquitetura dos trulli

Como ponto principal da cidade, precisamos destrinchar o que são os trulli. Esse tipo particular de construção é chamado de arquitetura espontânea e se enquadra em uma categoria de edifícios erguidos sem a ajuda de ligantes.

Seu modelo está presente exclusivamente na Puglia, e suas origens remontam esse histórico que envolve causas sociais, econômicas e geopolíticas.

As condições necessárias para que os trulli fossem possíveis são duas: a expressão arquitetônica derivante da atividade dos camponeses da região e a estrutura geográfica do território.

Na região, estão presentes outras variantes dessa construção a seco. Cada uma deriva de um paralelo entre o aspecto geológico e arquitetônico de cada área. No geral, é fundamental a presença de terrenos rochosos para o nascimento dos trulli. Analisando o tipo de trullo presente em Alberobello, podemos afirmar que seu subsolo é formado por calcários estratificados.

Alberobello - Puglia - Itália

Então, afinal, o que fazer em Alberobello?

Bom, aqui não há dúvidas. A principal atração turística de Alberobello são os trulli, tipo arquitetônico extremamente exclusivo da região da Puglia.

Apesar de comumente se dizer que Alberobello é tombada como Patrimônio Mundial por si, em verdade são 5 locais específicos da cidade. São eles:

  • Rione Monti, com cerca de mil casas, é o maior e mais famoso bairro da cidade;
  • Rione Aia piccola, bem perto de Monti, é o menor bairro e exclusivamente residencial (com atividade comercial proibida por lei), com cerca de 400 casas;
  • Casa Pezzolla, um complexo de 15 cones onde está o Museo del Territorio;
  • Casa D’amore, primeiro cone, ligado ao reconhecimento de Alberobello como comuna italiana;
  • La casa-museo del Trullo Sovrano, o único trullo de dois andares em toda a cidade.

Então, para aproveitar o melhor dos trulli, conhecendo os principais pontos turísticos da cidade, preparamos uma seleção de locais imperdíveis. Confira nosso itinerário sugerido para 1 dia bem aproveitado em Alberobello:

Alberobello - Puglia - Itália

1.   Trullo Sovrano

Para começar a desbravar a cidade, recomendamos iniciar pela parte norte. Lá, está o Trullo Sovrano, o único construído em dois andares e que hospeda o principal museu da cidade. Por dentro dele, você conhece a história dos trulli e vê, de fato, como eles são feitos por dentro.

Ele é o maior trullo de Alberobello, com cerca de 14 metros de altura. Diferente dos originais, ele foi construído com a utilização de argamassa para ligar as pedras. Em seu interior, o museu exibe o estilo de vida dos habitantes da cidade, como uma espécie de resumo do passado de Alberobello. Entre as peças, estão mobílias, utensílios, fotos e documentos históricos.

2.   Chiesa dei Santi Medici Cosma e Damiano

Continuando pelo norte da cidade, estão os dois campanários da Chiesa dei Medici Cosma e Damiano, dedicados aos santos padroeiros de Alberobello. A construção é um dos pontos mais importantes da cidade, e contou com o trabalho do famoso arquiteto Antonio Curri. A Igreja se liga ao culto dos santos, e dentro dela há duas estátuas dedicadas a Cosme e Damião.

Depois dessa passagem, você pode ir descendo em direção sul, passando pelo Rione Monti e conhecendo os trulli como área comercial.

3.   Lojinhas de souvenir

Grande parte dos trulli de Rione Monti são de área comercial, entre restaurantes, hospedagens e lojas de souvenir. É impossível passar por lá sem adquirir uma lembrancinha.

Os vendedores convidam os visitantes a conhecer os trulli por dentro. Nas lojinhas, artesanato local em pedra e madeira, com alguns profissionais trabalhando em suas criações em tempo real.

Como um dos lugares mais mágicos de Alberobello, os trulli de Rione Monti se concentram no coração da cidade, como símbolo importante da Puglia. Um passeio entre as casinhas é um grande mergulho na história, entre admiração de características arquitetônicas e uma volta pelo passado da cidade.

São oito estradas e cerca de 15 hectares que compreendem essa área, tombada como monumento nacional italiano e Patrimônio Mundial da Unesco.

4.   Aia Piccola e Museo del Territorio

Um bairro menor, residencial, onde ainda é possível ver uma vida lenta e tranquila, de outros tempos. Lá, fica a Casa Pezzolla, um complexo de 15 cones que hospeda o Museo del Territorio, onde você pode analisar a transformação da paisagem da região ao longo do tempo.

A antiga casa do médico Giacomo Pezzola hospeda o museu, que é dedicado à cultura tradicional e ao território de Alberobello. Pequeno, mas extremamente interessante, o instituto ostenta uma série de peças que remontam às origens dos trulli.

No percurso de visitação entre as seções do museu, conhecemos as principais atividades agrícolas da região, as técnicas arquitetônicas típicas da região e a vida dos habitantes de Alberobello.

5.   Parco del Bosco Selva di Alberobello

Um oásis natural, chamado Parco del Bosco Selva di Alberobello, é o pulmão verde da cidade. O parque se estende por 40 hectares, apresentando uma área para as crianças, mesas e bancos para um picnic relaxante.

6.   Casa D’Amore

Que tal encerrar a tour pela “Casa D’Amore”? Antes do reconhecimento oficial do status de cidade por Fernando IV, Rei de Nápoles, era proibida a construção de edifícios estáveis em Alberobello. Naquele momento, todos os trulli deveriam ser levantados em pedra seca.

A Casa D’Amore marca essa passagem de uma cidade “ilegal” para uma cidade real. A propriedade pertencia a Francesco D’amore, primeiro cidadão a ter o prazer de construir o seu lar com a sólida argamassa e um composto de cal. Apesar de não ser um local aberto a visitação, o interessante é aproveitar o momento para se despedir dessa arquitetura inesquecível e se imaginar vivendo em meio àqueles trulli.

Eventos em Alberobello

Feira semanal

Visitar o mercadinho semanal de Alberobello é uma das etapas obrigatórias para quem visita a capital dos trulli. Por isso, quando estiver planejando a sua viagem, tente visitar a cidade na quinta-feira (dia em que acontece a feira).

A feirinha acontece na Via Barsento, em tons muito característicos, pelas ruas cheias e as cores vivas das frutas e verduras fresquinhas. Por lá, você descobrirá que os vendedores usam tanto o italiano quanto o dialeto local para nomear os produtos. Experimente iguarias locais e se delicie com a gastronomia da região.

Festa patronale dei Santi Medici Cosma e Damiano di Alberobello

Todos os anos, entre os dias 25 e 28 de setembro, acontece a festa dos padroeiros de Alberobello: Cosme e Damião.

As origens desse evento remontam 380 anos atrás quando, graças às devoções dos condes que cuidavam da cidade, foram dedicados a esses santos a pequena capela de Alberobello. A primeira procissão aconteceu em 27 de setembro de 1636.

Desde então, a devoção perdurou nos séculos, crescendo e tomando novas formas. Hoje, a procissão se tornou uma festa em praça pública, digna de atrair diversos visitantes de outras regiões para prestigiar o evento, dividido entre caráter religioso e festivo.

O que comer em Alberobello?

Para além da gastronomia regional da Puglia, Alberobello possui um grande ícone na cidade: o “Pasqualino”, um sanduíche típico de Alberobello.

Ele é uma das principais tradições alimentares da cidade e apareceu pela primeira vez em 1966. De boca em boca, a sua receita se preservou ao longo do tempo, e hoje todas as vendinhas vendem o “panino”.

No entanto, à primeira vista, seus ingredientes podem não agradar. Em ordem, o pão, atum, alcaparras, salame e queijo provola. Mas, depois que você experimentar, vai logo entender a sua fama.

Alberobello - Puglia - Itália

De onde é possível visitar a cidade?

Alberobello está localizada a 17km de Fasano, 35km de Ostuni ou 50km de Taranto, como principais cidades ao redor. Como chegar?

  • De trem: A estação ferroviária de Alberobello faz parte da Ferrovia sudeste, do grupo de Ferrovias do Estado. Essa faixa liga Alberobello com as cidades de Noci e Locorotondo, na linha Bari-Taranto. Chegar na cidade a partir de Bari e seu aeroporto é bem fácil. Basta pegar a linha Mungivacca-Putignano, fazendo uma escala em Putignano.
  • De ônibus: As empresas que fazem a rota Alborebello são a Marino Bus (de todas as regiões do Norte da Itália e do Lácio), FlixBus (a partir de Campanha, Lácio, Abruzzo, Emília-Romanha, Vêneto, Piemonte e Friuli) e Marozzi (a partir de Campana, Lázio e Toscana).
  • De carro: Alberobello é atravessada pela estadual 172 dos Trulli. As principais entradas da cidade são a partir de Putignano, Locorotondo e Noci.

Não sabe por onde começar?

Se quiser conhecer o melhor de Alberobello, oferecemos serviço de transporte com motorista na região. Temos guias de turismo em português, com diversas opções de tour na cidade e por toda a região da Puglia. Para evitar qualquer estresse, entre em contato conosco e saiba mais!

Sobre Deyse RibeiroSou Deyse Ribeiro, nasci em Minas Gerais, e vivo na Itália há 14 anos. Sou especialista em turismo na Itália, onde adquiri experiência atuando desde 2011 como guia de turismo, criadora de conteúdo sobre turismo e empresária no ramo. Abri minha primeira empresa em 2017, e ofereço serviços, tours, transfers e experiências únicas na Itália, através do Portal TourNaItália.com - uma boutique de experiências diferente de tudo o que você já viu!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.