Portal Tour na Itália: turismo, cultura, tours, serviços e experiências!

Tropea: Conheça o mar mais bonito da Calábria

Tropea é considerada uma pérola da região da Calábria. Essa definição não é dada por acaso, pois as belezas que esta cidade pode oferecer são excepcionais. A comida calabresa, o vilarejo charmoso e as praias paradisíacas fazem da cidade um dos destinos mais famosos e procurados na Itália, principalmente no verão.

Além disso, Tropea é uma das principais razões que fazem com que italianos e turistas visitem a região da Calábria. Inclusive, ela já foi eleita um dos vilarejos mais bonitos da Itália com direito até a prêmio. Se você estiver fazendo uma viagem pelo sul da Itália, não deixe de incluir Tropea no seu roteiro. 

Neste artigo, nós contamos tudo o que você precisa saber sobre a cidade. Quando ir, como chegar, onde comer, o que fazer muito mais.

Introdução:

Tropea é um município de pouco mais de 6 mil habitantes na província de Vibo Valentia, na Calábria. Está localizada no trecho de litoral conhecido como Costa degli Dei, devido à beleza do litoral. Precisamente, situa-se no troço da região calabresa que se projeta, criando dois golfos a norte e a sul: o de Sant’Eufemia a norte e o de Gioia a sul.

Tropea faz parte do clube I borghi più belli d’Italia e desde 2020 recebe a Bandeira Azul pela FEE (Fundação para a Educação Ambiental), que premia balneários que se tenham distinguido pelo cumprimento rigoroso dos critérios de gestão de desenvolvimento sustentável do território e políticas concretas de sustentabilidade ambiental.

História de Tropea

Tropea é uma cidade muito antiga, existem pesquisas que sugerem que ela é habitada desde a era neolítica. Contudo, como a grande maioria das cidades do sul da Itália, sua origem também é repleta de mitos e lendas.

Segundo a mitologia grega, Tropea foi um presente que Zeus deu a seu filho Hércules após ele concluir seus 12 trabalhos.  Mas, a história diz que Tropea foi fundada pelos romanos, que inclusive eram especialistas em construir cidades em cima de rochedos e colinas.

A cidade fica localizada a 60 metros do nível do mar e a sua posição é bem estratégica. Os romanos construíram a vila no alto de um  penhasco para que a população  pudesse avistar a chegada de inimigos e fugir caso a cidade fosse invadida.

Hoje, Tropea é uma cidade que vive basicamente de turismo graças às suas praias maravilhosas, vilarejos históricos e uma culinária mundialmente conhecida.  

O que fazer em Tropea: lugares imperdíveis para conhecer na cidade

Embora Tropea não seja grande em tamanho, há muitas atividades para fazer e coisas para ver. Passar as férias em Tropea pode ser ideal para relaxar, mas ao mesmo tempo para se divertir. Então aqui está um guia de Tropea com as mais belas praias.

1. Centro histórico

Se tem um tipo de passeio delicioso de se fazer em uma cidade como Tropea é explorar o seu centro histórico. Inclusive, o centro de Tropea é um dos mais bem conservados de toda Calabria. Compacto, charmoso, cheio de lojas, bares e restaurantes, o centro histórico é um lugar para você tomar aquele café ou experimentar um prato típico da região.

A cidade desenvolve-se num labirinto de becos e vielas que se abrem em praças maravilhosas com vista para o mar. 

Contudo, o que faz o centro de Tropea especial e único são as sacadas das Palácios do século XVII que conferem um charme a mais para o local. Eram nesses Palácios que a aristocracia de Calabria morava. Inclusive ainda é possível ver os brasões das grandes famílias italianas bem na entrada das casas.

Entre estes, vale a pena mencionar o Palazzo Toraldo, construído no final do século XIX, que está localizado no início do centro histórico. No interior, com hora marcada, uma rica biblioteca privada com documentos antigos pode ser visitada.

Também no centro histórico está a Piazza Ercole, dedicada ao lendário herói. Nesta praça é possível encontrar o monumento ao filósofo Galluppi e o Palazzo dei Nobili, com o relógio antigo. Datado de 1703, represe passado o ponto de encontro e discussão da nobreza do passado, com a sua torre sineira, relógio e requintada loggia coberta.

É aqui que a vida noturna em Tropea se desenvolve, já que ao redor da praça há muitos clubes abertos até tarde da noite.

Perto do Largo Galluppi, você pode admirar a Igreja do Gesù e o Palazzo Sant’Anna (hoje a prefeitura de Tropea).

Não deixe de visitar o MuMat – o Museu Cívico do Mar de Tropea – locali andar térreo do esplêndido edifício Santa Chiara.

2. Os mirantes de Tropea

Na lista do que visitar em Tropea, não podem faltar os famosos Mirantes. Caminhando pelas ruas estreitas do centro histórico é possível encontrar-se com mirantes panorâmicos de onde se pode admirar uma vista panorâmica deslumbrante. Existem cinco mirantes principais da cidade de Tropea:

  • Vista dos Suspiros de Tropea

    Talvez uma das vistas mais bonitas de Tropea! Ele está localizado no final do Corso Vittorio Emmanuele. Da varanda com vista para o mar, é possível ver desde o Scoglio di San Leonardo à Igreja de Santa Maria dell’Isola, e depois a praia abaixo e o mar, transparente e cristalino.

  • Largo Duomo

    Ele está localizado atrás da Catedral de Tropea. A partir daqui, a vista avança para a marina, na parte norte da Costa degli Dei, com um fantástico primeiro plano na cúpula da igreja de Santa Michelizia.

  • Largo Galluppi (de frente para os carabinieri)

    Uma vista romântica com uma pequena praça de paralelepípedos, onde há um canhão em meio aos bancos. Também daqui o panorama da vista anterior, mas de um ângulo diferente. O sol que acaricia os barcos é um espetáculo imperdível, com vista para o porto turístico, ao Scoglio San Leonardo e a “punta della Pizzuta“.

    Uma longa escadaria liga esta zona do centro histórico à “Marina”.

  • Vista do canhão

    Desenvolve-se quase paralelamente à vista central. A característica praça com vista para o mar, se encontra atrás do antigo viaduto que permitia entrar na cidade pelo Portão do Vaticano. Seu nome deriva do canhão, uma antiga lembrança de um dos muitos navios inimigos afundados no curso de incontáveis batalhas para conquistar Tropea.

  • Belvedere Rico Ripa

    É a menor e mais escondida das varandas com vista para o mar de Tropea: você a descobrirá entre dois edifícios no Largo Migliarese.

3. Santuário de Santa Maria dell´Isola

Uma das principais atividades para se fazer na cidade é visitar o santuário de Santa Maria dell´Isola. Afinal, a rocha onde fica o santuário é cartão postal da cidade e por isso, é parada obrigatória.

Reconstruído e restaurado várias vezes ao longo dos séculos, este edifício foi provavelmente por monges e ascetas basilianos, antes de passar para os monges beneditinos de Monte Cassino. De fato, por volta de 1066, Roberto il Guiscardo fez uma doação à Igreja da ilho e outros possedimentos ao Abate de Montecassino, Desidero, que depois passou a ser o Papa Vittore III.

Depois de várias restaurações, a esplêndida igreja no alto da rocha de tufo, é aberta aos turistas, que podem visita-la através de uma escadaria íngreme, porém muito panorâmica. Para quem deseja visitar o jardim, o percurso histórico-litúrgico e a esplanada panorâmica, é necessário adquirir um bilhete de 2,00 €.

Todos os anos, no dia 15 de agosto, se celebra a tradicional “procissão ao mar das estátuas da Sagrada Família”,  que estão conservadas no santuário de Santa Maria dell’Isola. A procissão conta com a participação de muitos turistas e viajantes e que querem conhecer as tradições culturais de Tropea!

Isola significa “ ilha” em italiano e, apesar do local não ser uma ilha hoje em dia, antes de 1783  ele era uma. Não entendeu? Explico! O local onde hoje fica o santuário estava localizado em uma ilhota que ficava mais afastada do resto da cidade.  Contudo, em 1783 houve um terremoto e um tsunami na região que simplesmente moveram a ilha de modo que ela ficasse ligada a cidade. 

4. As Praias de Tropea 

Prepare-se para se apaixonar!! As praias de Tropea são simplesmente maravilhosas e até o turista que não é muito fã de praia vai ficar encantado com o mar de águas calmas e cor azul turquesa. Vamos a listagem de algumas delas:

  • Spiaggia di Cannone: A praia de Cannone é a menos frequentada de Tropea, um pequeno oásis escondido entre o porto turístico e o scoglio di San Leonardo que poucos conhecem. Ideal para dias de praia no verão.
  • Spiaggia della Rotonda : também conhecida como “Roccette sul Mare“, é uma das mais bonitas, com areia muito fofa, sempre limpa. O mar que banha a praia é azul, excepcional para quem o observa e para quem gosta de nadar.
  • Spiaggia a Linguata : primeiro você deve acessar a praia Marina dell’Isola, depois seguir por uma escada e finalmente chegar à praia. Areia branca e mar cristalino, ideal para mergulho com snorkel, canoagem e pedalinhos.
  • Spiaggia Marina dell’Isola: À direita da praia da Rotonda, próximo à Isola Bella, há outra bela praia de águas cristalinas e areia branca. Também aqui se recomenda ir à praia de manhã cedo ou à noite.
  • Spiaggia del convento: a água neste trecho de praia é imediatamente profunda e não adequada para crianças. Por outro lado, os mergulhadores encontrarão um paraíso aquático.

  • Grotta del Palombaro: é nossa praia favorita dos nativos. Só pode ser alcançado por mar, a nado ou de pedalinho. A pequena e íntima praia é protegida por uma grande caverna.
  • Spiaggia Passo Cavalieri:  é a praia mais selvagem de Tropea. Situa-se à esquerda da praia da Rotonda e protegida pela falésia tufácea de onde, neste pedaço de costa, se avistam as árvores e a vegetação mediterrânia.
  • Spiaggia L’Occhiale: duas reentrâncias circulares na rocha que lembram a forma de um par de óculos dão o nome à zona das grutas de Tropea onde pequenas baías e enseadas quebram a monotonia da falésia. A Gruta Azul, assim chamada porque os raios de luz que entram na gruta criam espetaculares jogos de luz e colorem a água com um azul intenso, é uma das mais belas.
  • Petri i Mulini e Grotta dello Scheletro: A caverna também é chamada de Gruta Azul de Tropea, está localizada perto da praia de Petri i Malinu e da Praia Oasi. Petri i Mulinu é uma enseada isolada, tranquila e sem aglomeração, com areia clara misturada com seixos e pedras.
  • Oasi Beach: 3,4 km a oeste do centro histórico, também é chamada de Lido l’Oasi. Está rodeada por paredões rochosos, caracterizados por areia dourada e fundo do mar de descida lenta, portanto também adequada para famílias.
Tropea - Calabria
Foto: Wikipedia

5. A Cattedrale di Maria Santissima di Romania e o Museo Diocesano

Também  conhecida como a Catedral Normanda, a Catedral Maria Santissima di Romania (Maria Santíssima da Romênia) foi construída pelos normandos em 1200. Ela foi erguida sobre as ruínas de um cemitério bizantino e é a igreja mais importante da cidade.

A catedral nem sempre teve a aparência que tem hoje. Ao longo dos séculos ele foi reconstruída diversas vezes devido aos constantes terremotos que assolavam a região.

No seu interior encontra-se um maravilhoso Crucifixo Preto, provavelmente proveniente da França, e que data por volta do século XVII, os túmulos de Galluppi (1599), o de Cazetta (século XVI) Scattaretica de 1651, bem como a efígie sagrada da Virgem da Romênia (Vergine di Romania), objeto de grande veneração da população de Tropea.

Dentro da muito valiosa Catedral, há um cibório com acabamentos em ouro de 1400, bem extraordinário grupo de estátuas em mármore da Madonna del Popolo, criado pelo aluno de Michelangelo, Angelo Montorsoli.

Também dentro da Catedral, há duas bombas não detonadas lançadas em Tropea durante a Guerra Mundial. Mais uma das muitas graças recebidas pela população da Madonna di Romania!

A procissão e as celebrações dedicadas à sagrada efígie acontecem em Tropea todos os anos nos dias 27 de março e 9 de setembro. Se você estiver na área em um desses dois períodos, não deixe de p de eventos religiosos e civis!

Já o Museu Diocesano é bem mais recente do que a catedral. Ele foi construído em 2004 e contém obras em ouro e prata da catedral e várias pinturas, esculturas e frescos, artefactos e mobiliário de outras igrejas. Além disso, a seção arqueológica foi recentemente inaugurada.

Capo Vaticano
Foto: Wikimedia Commons

6.  Museo del Mare

Fechamos nossa lista do que ver em Tropea com o Museu Cívico do Mar localizado no Palazzo Santa Chiara, no largo Ruffa. Este complexo museológico foi inaugurado e aberto ao público em 2019. Está dividido em duas secções principais: paleontologia marinha e biologia marinha.

7. Convento dei Cappuccini

O Convento dos Frades Menores Franciscanos ou Capuchinhos foi construído no final do século XVI, com grande nave central, fachada com janelas gradeadas, bela torre sineira, em extraordinária posição sobre o mar.
A Igreja do convento é muito pequena e simples, mas com uma decoração elegante e requintada que a torna única.
Além do prédio, também é possível visitar o mirante da Igreja Capuchinha.

8. Perto de Tropea

Enriquecendo seu passeio por Tropea, indicamos algumas cidades próximas que valem a visita.

A primeira é Pizzo Calabro, pátria da famosa trufa, e Ricadi com seus povoados. São facilmente acessíveis de carro e são locais de uma beleza única que merecem ser visitados se planeou férias nesta zona.

8.1. Ricardi – Capo Vaticano

Capo Vaticano, uma estância balnear que faz parte do Município de Ricadi, que esta a apenas 11,5 km de Tropea. Enseadas e praias paradisíacas, muitas vezes acessíveis apenas por pequenos caminhos, tornam este lugar um dos mais populares da Costa degli Dei. Ela, inclusive, já foi considerada a praia mais bonita de toda Itália. Só aí você já pode imaginar o quão belo é esse lugar.

Entre as mais belas da região estão a Praia de Grotticelle e a Baía de Riace, paradas obrigatórias para quem visita a cidade.

Você pode chegar até o Capo Vaticano tanto de carro quanto de barco. Contudo, o carro não te permite chegar a todos os cantos das praias. Por isso, o ideal mesmo é pegar um barco. 

8.2. Pizzo Calabro

Este slideshow necessita de JavaScript.

Outro bate e volta imperdível de Tropea é a cidade de Pizzo Calabro. Assim como Capo Vaticano, Pizzo também conta com praias maravilhosas e imperdíveis.

Entre as praias mais belas da região estão a praia de Piedigrotta e a praia da Seggiola. Além das praias, Pizzo também é conhecida pela beleza única da igreja Piedigrotta, o Castelo Murat e por uma das sobremesas mais gostosas da Calábria, o Tartufo di Pizzo.

 A Igreja Piedigrotta fica localizada na praia de igual nome e é  um dos lugares mais visitados da Calábria. Também pudera, a igreja foi totalmente construída em uma caverna vulcânica, com várias estátuas esculpidas diretamente nas pedras. 

Um lugar que deixa qualquer um de queixo caído. Sem dúvida, uma oportunidade única de ver uma igreja esculpida em uma rocha e que, ainda por cima, tem uma visão tão magnífica do mar.

Já o  castelo Murat é um castelo que leva este nome porque em 1815 Gioacchino Murat, rei de Nápoles, ficou preso nele e aí foi condenado à morte.  Hoje, os turistas podem visitar tanto a área interna quanto a área externa do castelo. 

O que comer em Tropea: 3 pratos típicos que você não pode deixar de experimentar

Tropea é uma cidade muito conhecida por seus pratos super apimentados. Assim, um dos ingredientes mais famosos da região é a cebola roxa, que inclusive é conhecida na região como  o “ouro roxo da Calábria”.

Por isso, prepare-se porque a grande maioria dos pratos da região levam a tão famosa cebola roxa. 

A paixão pela cipolla viola (cebola roxa) é tão grande que existem até souvenirs como chaveiros, cartões etc que tem a iguaria como motivo principal.  

1. Fileja alla n’ duja

Fileja alla n’ duja - Calabria
Foto: Cookidoo.pt

Este prato é um dos mais famosos da região. A fileja é um tipo de macarrão famoso na região  enquanto que a duja é um tipo de salame também típico da Sicília.

Contudo, assim como a grande maioria dos pratos na Calábria, o Fileja alla n’ duja é bem apimentado.

2. Arancino tropeano

O Arancino Tropeano é um salgado que lembra um pouco  a nossa coxinha. Ele é tipo um bolinho de arroz recheado com queijo e com a famosa cebola roxa.

3. Tartufo di Pizzo

Tartufo
Foto: Wikipedia

O Tartufo di Pizzo é uma sobremesa típica da  cidade de Pizzo localizada a uma hora de Tropea. Se você é um chocólatra de carteirinha, com toda a certeza você vai adorar esta sobremesa.

A sobremesa leva dois sabores diferentes de sorvete que vem com uma calda bem no meio e um pouco de chocolate como cobertura. É de comer rezando!

🏷 Guia Prático

Como irQuando irMAPA

Basicamente, existem 4 formas de chegar na cidade.

  • De Avião – Os aeroportos mais próximos da cidade são o aeroporto de  Lamezia Terme (a 55km de distância) e o de Régio de Calábria (a 110 km de Tropeia).
  • De Trem– Você pode chegar a Tropea de trens vindos de Roma, Milão, Bolonha e Florença.
  • De carro– Se você estiver vindo de alguma cidade do norte da Itália deverá pegar a rodovia A3 sentido Salerno – Régio de Calábria pegando a saída do pedágio de Pizzo. Se você estiver vindo da parte sul do país, pegue a rodovia A3 (sentido Salerno – Régio de Calábria) pela saída do pedágio de Rosarno

Sem dúvida, a melhor época para visitar a Tropea e o sul da Itália em geral é entre os meses de primavera ( Maio e Junho) e verão (Julho, Agosto e Setembro).

Julho e Agosto marcam a alta temporada do verão europeu e são os meses mais quentes do ano. Em contrapartida, também é a época em que as praias costumam ficar cheias. 

Para fugir de multidões vale a pena viajar nos meses de, Maio, Junho ( final da primavera) e Setembro ( final do verão). 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.