Portal Tour na Itália: turismo, cultura, tours, serviços e experiências!

O que são “I Borghi Più Belli D’Italia”?

Você já deve ter lido em alguma livro ou artigo a referência “I Borghi Più Belli D’Italia”, mas você sabe o que significa?

Introdução

Não importa onde você esteja, se você quer ver como é realmente um país, você tem que sair da rodovia, esquecer a cidade e entrar na estrada de sua escolha: pare em um vilarejo e confira o negócio de verdade.

Tive a sorte de conhecer Portugal dessa forma, pois quando vivi ali, tive a companhia de queridos amigos nativos que viajavam e me levavam a descobri as cidades do norte de Portugal fora da rota turística. Eu ia curtindo a comida caseira, a simpatia das pessoas e aprendendo sobre a história e tradição local. Fui levado a feiras de antiguidades locais e bebi em pequenos bares escuros. Era incrivelmente bonito e diferente do que imaginava, diferente daquela imagem idealizada, a que recebemos da TV e brochuras turísticas, adorei, mas fiquei feliz por não ser a única imagem de Portugal que eu traria casa.

Da mesma forma, sempre que você visita a Itália, você deve saber que existem dois mundos diferentes: um é chamativo e turístico, o outro é autêntico e, de certa forma, mais corajoso. O primeiro é composto por resorts, restaurantes multilíngues e monumentos bem conhecidos; é o mundo de Roma, Veneza e de grandes pedaços da paisagem toscana. O outro fala em dialeto, come local e provavelmente não ouviu uma palavra em uma língua estrangeira desde o fim da Segunda Guerra Mundial.

Os senhores acolhentes de Mercatelo sul Metauro, uma pequena cidade da região Marche –  em 3 dias de estadia, conheci todos os senhores do bar onde tomava café pela manhã, e eles disseram” tire uma foto nosso para os brasileiros” 😍

Ambos são incrivelmente bonitos, mas ainda assim tão diferentes. São dois irmãos com os mesmos pais, mas com estilos de vida incrivelmente diferentes: pródigo, luxuoso e cosmopolita o primeiro, tradicional, mais simples e menos pretensioso o outro. Os encantos de ambos são inegáveis ​​e sua beleza é igual, embora não seja exatamente a mesma. No entanto, é com o irmão criado no campo que você iria aprender sobre os verdadeiros hábitos, amores e perversões de seus ilustres pais – no nosso caso, para ver como a Itália realmente é.

Lembre-se, o ideal “ modo de vida italiano ” se tornou um produto turístico tanto quanto qualquer um dos museus da Itália: os italianos aprenderam como os visitantes adoram pensar como eles são, e a indústria do turismo agiu consequentemente, recriando a tradição onde as pessoas queriam ver e, para ser justo, está funcionando bem há vários anos.

A beleza da Itália, porém, está em outro lugar, no fato de que o modo de vida italiano mas o verdadeiro e autêntico, ainda existe. Só não é onde os grandes operadores turísticos querem que você acredite que está.

Nos últimos anos, os italianos decidiram dar relevância a uma Itália mais autêntica e tradicional, chamando a atenção para ela, tudo sem destruir sua própria essência. A Associação  I Borghi più Belli d’Italia fez exatamente isso, com muito cuidado, atenção e respeito pela cultura e tradições locais e é um prazer apresentar o seu trabalho neste artigo.


Associação I Borghi più Belli d’Italia: quem são?

A associação foi criada em 2001, graças ao interesse e boa vontade da ANCI, a Associazione Nazionale Comuni Italiani (a associação nacional dos municípios italianos). A ideia por trás disso era – e ainda é – muito simples: a Itália é linda e tudo merece ser valorizado em seu imenso patrimônio de arte, cultura, tradições e paisagem.

Experiências Relacionadas

Esta beleza não se encontra única e exclusivamente nas áreas mais turísticas do país, mas em todos os lugares, em seu campo, em suas montanhas e na sua costa: valorizar esta menos conhecida Itália, esta Itália de aldeias, tradição e autenticidade, tornou-se fundamental para I Borghi più Belli d’Italia,  cujo objetivo é tornar a “Itália menos conhecida”, mais conhecida e, com isso, ajudar esses pequenos burgos a florescer e também a se recuperar do ponto de vista econômico e social. Muitos das cidades menores da Itália foram lentamente abandonados por causa de uma crise econômica em curso que começou bem antes da global de 2008. Trazer um turismo saudável e consciente para esses lugares significa ajudá-los a se recuperar dessa situação, bem como dar-lhes a possibilidade apoiar financeiramente a preservação e manutenção de seu patrimônio.

Diz Fiorello Primi, presidente da Associação:

existe uma Itália, uma Itália menor, muitas vezes escondida e desconhecida, que melhor representa a história milenar do país. Essa história deixou marcas indeléveis em nossa terra, especialmente nesses empréstimos, porque foram deixados de fora da necessidade imperiosa de hoje abraçar a modernidade a todo custo. Não oferecemos paraísos terrenos: queremos simplesmente que mais e mais pessoas regressem a estes paraísos de tradição, tanto para viver como de férias, para que todos aqueles ambientes, aromas e sabores que caracterizam o nosso modo de vida mais autêntico possam ser saboreados na íntegra mais uma vez, e de verdade.


Como uma cidade se torna um dos “Borghi più Belli d’Italia”

Nem todas as cidades e vilarejos podem fazer parte do clube, pois existem requisitos muito específicos a cumprir para se candidatar. Os mais relevantes dizem que:

  • a população do vilarejo histórico considerado não pode ser superior a 2.000 e a de todo o município não pode ser superior a 15.000.
  • a cidade ou vilarejo deve abrigar patrimônio arquitetônico ou natural relevante, certificado pelo próprio município ou pela Sovrintendenza delle Belle Arti. É essencial que o empréstimo consista principalmente em edifícios históricos.
  • a cidade ou vilarejo deve ser valorizada e deve comprometer-se, em caso de aceitação, a manter a sua aparência sempre no seu melhor aspecto
  • a cidade ou vilarejo deve comprometer-se a criar e valorizar eventos de relevância histórica e cultural relacionados com a sua história, arte e património, também através da organização de passeios, centros de informação, guias.

Em outras palavras, para se tornar um dos I Borghi più Belli d’Italia, sua vila deve ter uma arquitetura historicamente relevante em seu centro e deve se comprometer a manter um alto interesse pela área organizando eventos, apoiando o turismo e, bem … mantendo-se belo.

Em 2021, são 308 vilarejos na lista de I Borghi più Belli d’Italia. Dos mais pequenos, como Cornello di Tasso na área de Bérgamo e Ostana no vale do Pó do Piemonte, que não possuem mais de 100 habitantes, aos mais famosos e turísticos, como a bela Capalbio na Toscana: verdadeiras joias a promover e salvaguardar. Comunidades que vivem em sinergia com o território e com respeito à natureza que as cerca.

Lista Borghi più Belli d’Italia

Valle d’Aosta

  • Etroubles

Piemonte

  • Cella Monte
  • Garbagna
  • Volpedo
  • Mombaldone
  • Cocconato
  • Ricetto di Candelo (comune di Candelo)
  • Chianale (frazione di Pontechianale)
  • Garessio
  • Neive
  • Monforte d’Alba
  • Ostana
  • Orta San Giulio
  • Usseaux
  • Vogogna

Liguria

  • Campo Ligure
  • Moneglia
  • Apricale
  • Cervo
  • Lingueglietta (frazione di Cipressa)
  • Diano Castello
  • Perinaldo
  • Seborga
  • Taggia
  • Triora
  • Castelvecchio di Rocca Barbena
  • Colletta (frazione di Castelbianco)
  • Finalborgo (rione di Finale Ligure)
  • Laigueglia
  • Millesimo
  • Noli
  • Verezzi (frazione di Borgio Verezzi)
  • Zuccarello
  • Brugnato
  • Framura
  • Montemarcello (frazione di Ameglia)
  • Tellaro (frazione di Lerici)
  • Varese Ligure
  • Vernazza

Lombardia

  • Borgo Santa Caterina (quartiere di Bergamo)
  • Cornello dei Tasso (frazione di Camerata Cornello)
  • Gromo
  • Lovere
  • Bienno
  • Gardone Riviera
  • Monte Isola
  • Tremosine sul Garda
  • Tremezzina
  • Castelponzone (frazione di Scandolara Ravara)
  • Gradella (frazione di Pandino)
  • Soncino
  • Castellaro Lagusello (frazione di Monzambano)
  • Grazie (frazione di Curtatone)
  • Pomponesco
  • Sabbioneta
  • San Benedetto Po
  • Cassinetta di Lugagnano
  • Morimondo
  • Fortunago
  • Zavattarello
  • Trentino-Alto Adige
  • Castelrotto
  • Chiusa
  • Egna
  • Glorenza
  • Vipiteno
  • Bondone
  • Canale (contrada di Tenno)
  • Mezzano
  • Rango (frazione di Bleggio Superiore)
  • San Lorenzo Dorsino
  • Vigo di Fassa (frazione di Sèn Jan di Fassa)

Veneto

  • Arquà Petrarca
  • Montagnana
  • Mel(frazione di Borgo Valbelluna)
  • Sottoguda (frazione di Rocca Pietore)
  • Asolo
  • Cison di Valmarino
  • Follina
  • Portobuffolé
  • Borghetto (frazione di Valeggio sul Mincio)
  • San Giorgio (frazione di Sant’Ambrogio di Valpolicella)

Friuli-Venezia Giulia

  • Gradisca d’Isonzo
  • Cordovado
  • Poffabro (frazione di Frisanco)
  • Polcenigo
  • Sesto al Reghena
  • Toppo (frazione di Travesio)
  • Valvasone Arzene
  • Clauiano (frazione di Trivignano Udinese)
  • Fagagna
  • Palmanova
  • Sappada
  • Strassoldo (frazione di Cervignano del Friuli)
  • Venzone

Emilia-Romagna

  • Dozza
  • Fiumalbo
  • Compiano
  • Bobbio
  • Castell’Arquato
  • Vigoleno (frazione di Vernasca)
  • Brisighella
  • Montefiore Conca
  • Montegridolfo
  • San Giovanni in Marignano
  • San Leo
  • Verucchio
  • Gualtieri

Toscana

  • Anghiari
  • Castelfranco Piandiscò
  • Loro Ciuffenna
  • Raggiolo (frazione di Ortignano Raggiolo)
  • Lucignano
  • Poppi
  • Montaione
  • Palazzuolo sul Senio
  • Scarperia e San Piero
  • Montefioralle (frazione di Greve in Chianti)
  • Barga
  • Castiglione di Garfagnana
  • Coreglia Antelminelli
  • Capalbio
  • Giglio Castello (frazione di Isola del Giglio)
  • Montemerano (frazione di Manciano)
  • Pitigliano
  • Porto Ercole (frazione di Monte Argentario)
  • Santa Fiora
  • Sovana (frazione di Sorano)
  • Populonia (frazione di Piombino)
  • Suvereto
  • Montescudaio
  • Buonconvento
  • Cetona
  • San Casciano dei Bagni

Marche

  • Corinaldo
  • Offagna
  • Morro d’Alba
  • Sassoferrato
  • Grottammare
  • Montefiore dell’Aso
  • Offida
  • Moresco
  • Servigliano
  • Torre di Palme (frazione di Fermo)
  • Cingoli
  • Esanatoglia
  • Montecassiano
  • Montecosaro
  • Montelupone
  • San Ginesio
  • Sarnano
  • Treia
  • Visso
  • Frontino
  • Gradara
  • Macerata Feltria
  • Mercatello sul Metauro
  • Mondavio
  • Mondolfo
  • Montefabbri (frazione di Vallefoglia)
  • Monte Grimano Terme
  • Pergola

Umbria

  • Bettona
  • Bevagna
  • Castiglione del Lago
  • Citerna
  • Corciano
  • Deruta
  • Massa Martana
  • Monte Castello di Vibio
  • Montefalco
  • Monteleone di Spoleto
  • Montone
  • Norcia
  • Paciano
  • Panicale
  • Passignano sul Trasimeno
  • Preci
  • Sellano
  • Spello
  • Torgiano
  • Trevi
  • Vallo di Nera
  • Acquasparta
  • Allerona
  • Arrone
  • Lugnano in Teverina
  • Montecchio
  • Monteleone d’Orvieto
  • San Gemini

Lazio

  • Atina
  • Boville Ernica
  • Castro dei Volsci
  • PicoGaeta Vecchia
  • Sperlonga
  • San Felice Circeo
  • Castel Gandolfo
  • Castel San Pietro Romano
  • Percile
  • Subiaco
  • Amatrice
  • Castel di Tora
  • Collalto Sabino
  • Foglia (frazione di Magliano Sabina)
  • Greccio
  • Orvinio
  • Bassano in Teverina
  • Civita (frazione di Bagnoregio)
  • Sutri
  • Vitorchiano
  • Torre Alfina (frazione di Acquapendente)

Abruzzo

  • Anversa degli Abruzzi
  • Bugnara
  • Castel del Monte
  • Navelli
  • Opi
  • Pacentro
  • Pescocostanzo
  • Pettorano sul Gizio
  • Santo Stefano di Sessanio
  • Scanno
  • Tagliacozzo
  • Villalago
  • Casoli
  • Guardiagrele
  • Rocca San Giovanni
  • Pretoro
  • Abbateggio
  • Caramanico Terme
  • Città Sant’Angelo
  • Penne
  • Campli
  • Castelli
  • Civitella del Tronto
  • Pietracamela

Molise

  • Oratino
  • Sepino
  • Isernia
  • Frosolone

Campania

  • Monteverde
  • Nusco
  • Savignano Irpino
  • Summonte
  • Zungoli
  • Montesarchio
  • Albori (frazione di Vietri sul Mare)
  • Atrani
  • Castellabate
  • Conca dei Marini
  • Furore

Puglia

  • Locorotondo
  • Cisternino
  • Alberona
  • Bovino
  • Monte Sant’Angelo
  • Pietramontecorvino
  • Roseto Valfortore
  • Vico del Gargano
  • Otranto
  • Presicce-Acquarica
  • Specchia
  • Maruggio

Basilicata

  • Irsina
  • Acerenza
  • Castelmezzano
  • Guardia Perticara
  • Pietrapertosa
  • Venosa
  • Viggianello

Calabria

  • Aieta
  • Altomonte
  • Buonvicino
  • Civita
  • Cosenza Vecchia
  • Fiumefreddo Bruzio
  • Morano Calabro
  • Oriolo
  • Rocca Imperiale
  • Caccuri
  • Santa Severina
  • Bova
  • Chianalea (quartiere di Scilla)
  • Gerace
  • Stilo
  • Tropea

Sardegna

  • Carloforte
  • Sadali
  • Atzara
  • Posada
  • Bosa
  • Castelsardo

Sicilia

  • Sambuca di Sicilia
  • Sutera
  • Castiglione di Sicilia
  • Militello in Val di Catania
  • Sperlinga
  • Troina
  • Castelmola
  • Castroreale
  • Montalbano Elicona
  • Novara di Sicilia
  • San Marco d’Alunzio
  • Savoca
  • Cefalù
  • Gangi
  • Geraci Siculo
  • Petralia Soprana
  • Monterosso Almo
  • Ferla
  • Palazzolo Acreide
  • Erice
  • Salemi
Sobre Deyse RibeiroSou Deyse Ribeiro, nasci em Minas Gerais, e vivo na Itália há 14 anos. Sou especialista em turismo na Itália, onde adquiri experiência atuando desde 2011 como guia de turismo, criadora de conteúdo sobre turismo e empresária no ramo. Abri minha primeira empresa em 2017, e ofereço serviços, tours, transfers e experiências únicas na Itália, através do Portal TourNaItália.com - uma boutique de experiências diferente de tudo o que você já viu!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.