Portal Tour na Itália: turismo, cultura, tours, serviços e experiências!

Os 13 lugares mais bonitos para visitar na Calabria

Se você está planejando passar férias nesta região, leia atentamente este ranking com as 13 lugares mais bonitos para visitar na Calabria (Calábria em português).

De Norte a Sul, passando pelo centro e pelas ilhas, a Itália é uma península a ser descoberta e apreciada. Panoramas e paisagens, mar e montanhas, recepção calorosa, comida e vinho, arte, cultura e muito mais: estes são apenas alguns dos aspectos que tornam cada região italiana única e especial.

A ponta da bota é ocupada por uma região rica em história e cultura, com maravilhosos centros turísticos, lugares com espetaculares belezas naturalistas, uma tradição culinária invejável, é a Calábria.

1 – Parco Naturale della Sila

Este slideshow necessita de JavaScript.

Situado entre as províncias de Cosenza, Catanzaro e Crotone, o Parque Natural da Sila representa a zona montanhosa da Calábria, excelente para descobrir um recanto escondido desta região que se estende por 73.695 hectares e foi declarada Patrimônio da Humanidade.

Leia – Onde praticar esportes de neve na Itália – Calábria

Será difícil visitar toda a Sila em um ou pelo menos alguns dias, então aqui estão alguns lugares realmente imperdíveis no parque. Os entusiastas do esqui de inverno certamente irão adorar o resort Camigliatello e Lorica, enquanto o Lago Passante é o lugar perfeito para um piquenique em paz. As cidades de Palumbo, Racise e Buturo oferecem sugestivos passeios na mata em contato com a fauna e flora locais e, por último, o parque de diversões entre as árvores Orme nel Parco, para adultos e crianças, na zona de Tirivolo.

Por último, mas não menos importante, se visitar Sila não poderá deixar de provar a requintada e rica gastronomia Silana baseada em produtos locais como a carne de javali, cogumelos, batata e provola!

2 – Tropea e Pizzo Calabro

Tropea e Pizzo Calabro, ambas renomadas cidades balneárias, estão localizados a poucos quilômetros uma da outra ao longo da costa do Tirreno, ideais para visitar juntos em um único dia.

Leia – Tropea: Conheça o mar mais bonito da Calábria

Inicie de Pizzo Calabro, para começar o dia experimentando o Tartufo di Pizzo em uma das muitas sorveterias localizadas na praça principal, com uma vista panorâmica do mar e das Ilhas Eólias (que pode ser visitada com um excursão de um dia saindo de Tropea ) à distância. Visite em Pizzo o centro histórico com as suas ruas de paralelepípedos e as duas principais atracções, a Igreja da Imaculada Conceição e o Castelo Murat.

Depois aproveite Tropea com sua imagem da vista do mar e do santuário. A cidade oferece esta vista fantástica e um centro histórico que é um emaranhado de becos. A atracção imperdível é o Santuário de Santa Maria dell’Isola, situado numa posição característica num pequeno promontório, ao qual se chega através de uma escadaria íngreme.

3 – Stilo e a Cattolica

Stilo é uma pequena aldeia na província de Reggio Calabria, situada sobre uma colina e rodeada de verde, a poucos quilômetros da costa jônica da qual oferece uma bela vista. Uma verdadeira joia da arte bizantina, interessante tanto do ponto de vista arquitetônico quanto cultural. Na verdade, é o local de nascimento do filósofo Tommaso Campanella, cuja casa pode ser visitada e um parque foi dedicado a ela com o nome de uma de suas obras, ” A Cidade do Sol “. O centro histórico, por outro lado, mantém características medievais como o formato de ferradura, as paredes, os restos do castelo e muitas igrejas.

A verdadeira atração, no entanto, é a Cattolica di Stilo, uma pequena igreja com vista para a cidade, construído por um assentamento de monges durante o século 10, que ainda preserva mosaicos e afrescos bizantinos em seu interior. Rodeando a igreja de San Nicola da Tolentino, a igreja de San Francesco com os afrescos do pintor Francesco Cozza, o convento da igreja de San Domenico, a igreja barroca de San Giovanni Theresti e finalmente a catedral do século XIV.

4 – Capo Vaticano, Ricardi

Na costa do Tirreno existe um dos promontórios mais famosos da Calábria, conhecido pelo nome de Capo Vaticano. Estende-se do Golfo de Santa Eufemia ao de Gioia Tauro com uma fantástica projeção sobre o mar que dá vida a uma das mais belas praias da Itália. Ao longo do trecho existem pequenas baías de areia branca muito fina, muitas vezes acessíveis apenas por mar ou por caminhos íngremes. A cor da água é viva e intensa em todos os pontos e muda do verde turquesa ao azul profundo. Atrás, entre as rochas, brotam plantas mediterrâneas que enriquecem as paisagens e, por último, mas não menos importante, a riquíssima ictiofauna e a flora a ser descoberta através de uma das atividades mais populares da região, o mergulho.

Falamos de Capo Vaticano no texto – Tropea: Conheça o mar mais bonito da Calábria

5 – Amantea

Foto de Brunella Iannuzzi, CC BY-SA 4.0 via Wikimedia Commons

Amantea é um dos principais centros turísticos da costa do Tirreno, definida como a cidade com duas almas : a “velha” de cunho medieval e a “nova”, moderna e cheia de vida. O centro desenvolve-se no alto, e de cima oferece uma vista esplêndida sobre o mar e a parte baixa da vila.

Na zona antiga encontram-se, no topo da colina, as ruínas de um antigo castelo medieval entre as muralhas circundantes e com uma torre de vigia. Outro local de interesse é o mosteiro de San Bernardino da Siena, excelente exemplo de igreja românica, hoje monumento nacional.

A nova área, por outro lado, desenvolve-se principalmente entre a praça principal e uma longa via em que se alternam prédios modernos e prédios históricos barrocos, animados por uma sucessão de bares, restaurantes e sorveterias. Nesse sentido, quem visita Amantea não pode deixar de provar o sorvete artesanal local ! Finalmente, Amantea é perfeita para passar vários dias, já que seu porto oferece a oportunidade de visitar as Ilhas Eólias em um dia.

6 – Parco Archeologico di Scolacium, Roccelletta di Borgia

Foto: Di Marcuscalabresus – Opera propria, CC BY-SA 4.0 Via Wikipedia Commons

O Parque Arqueológico de Scolacium está localizado no município de Borgia, perto de Catanzaro Lido, e é o mais importante de toda a costa jônica, pois representa a primeira cidade fundada pelos gregos. Antigamente era chamado de Skylletion, depois tornou-se o Scolacium Romano. Hoje existem como evidências, importantes achados arqueológicos  imersos em um cenário verdejante de oliveiras e outras plantas mediterrâneas, onde estruturas antigas como casas, templos, teatros e estátuas se alternam, mas também achados de todos os tipos (ânforas, moedas, cerâmicas, joias).

Na entrada do parque está a Roccelletta di Borgia, uma basílica dedicada a Santa Maria della Roccella que mistura os estilos românico, bizantino e árabe.

7 – Reggio Calabria

Foto: Di Gennineri12 – Opera propria, CC BY-SA 4.0, via Wikipedia Commons

Reggio Calabria é uma cidade de imenso charme, com sua mistura de história e mundanismo e a beleza cênica proporcionada pela vista da costa siciliana. Atração indiscutível são as duas estátuas dos Bronzes de Riace a serem admiradas no Museu Arqueológico Nacional, juntamente com vários outros achados relacionados com a história antiga de toda a área de Reggio.

Outro orgulho de Reggio Calabria é a extensão de praia cercada pelo Lungomare Falcomatà, também conhecido como o quilômetro mais bonito da Itália, um título atribuído a ele pela sucessão de palmeiras, estátuas e palácios, incluindo a estátua da vitória alada, as esculturas coloridas de Rabarama, Villa Zerbi, Palazzo Zani e a Arena dello Stretto, onde está a estátua da deusa guerreira Atena. Outro símbolo e atração imperdível de Reggio Calabria é o Castelo Aragonês construído já no ano de 536.

8 – Isola di Dino e Spiaggia dell’Arcomagno

No norte da costa do Tirreno da Calábria, uma sucessão de falésias vai da Porta da Praia a Mare a San Nicola Arcella, criando uma linha costeira bastante recortada e paisagística, na qual uma série de recantos do paraíso alternam entre praias rochosas e arenosas. Em frente à Praia a Mare surge a pequena e natural Ilha do Dino, coberta por uma natureza exuberante, caracterizada por grutas subaquáticas e rodeada por águas cristalinas. Também pode ser alcançado nadando sem nenhuma dificuldade, mas muitas excursões em grupo de barco saem diariamente para levar os visitantes ao mergulho com snorkel.

Não muito longe, esta San Nicola Arcella, entre imponentes falésias, surge a pequenina mas encantadora praia de Arcomagno. Uma pequena faixa de areia banhada por águas cristalinas de cor caribenha, acessível por um caminho íngreme e panorâmico entre as falésias. A sua peculiaridade é ser dominado por um arco natural criado entre as rochas que deixa passar um feixe de luz, iluminando-o e criando um verdadeiro espetáculo para os olhos! Nosso conselho é visitá-lo antes do meio-dia para aproveitar ao máximo o sol.

9 – Parco Nazionale del Pollino

Parque Pollino
Foto: Wikipedia

Embora Sila seja a região montanhosa mais conhecida da Calábria, não podemos deixar de mencionar o Parque Nacional de Pollino, entre outras coisas o maior da Itália, que é Patrimônio Mundial da UNESCO desde 2015. Situa-se entre a Basilicata e a Calábria e atinge as províncias de Cosenza, Potenza e Matera, com 192.565 hectares totais, dos quais 103.915 em território calabreso.

Seu nome se deve ao maciço montanhoso homônimo que o ocupa, mas o parque consiste em muitas belezas naturais espetaculares, como a Reserva do Vale do Rio Lao (Papasidero), as Gargantas Raganello (San Lorenzo Bellizzi) e o Vale do Rio Argentino (Orsomarso). Nem é preciso dizer, portanto, que existem muitas oportunidades de visitas e esportes! No verão, por exemplo, você pode fazer longas trilhas para caminhadas, a pé, trekking ou mountain bike. O rafting ao longo das várias vias navegáveis ​​também é muito popular. No inverno, porém, quando todo o ambiente é tingido de branco, atrai os amantes do esqui cross-country e do snowshoeing na neve.

11 – Crotone

Foto: Orric, CC BY-SA 3.0 via Wikimedia Commons

Crotone é uma das cinco capitais da Calábria, uma cidade de origens antigas que ainda preserva sítios importantes em todo o território provincial. Fundada pelos colonos gregos, posteriormente se tornou um renomado centro da Magna Grecia, sendo posteriormente escolhida pelo filósofo Pitágoras como sua residência, contribuindo para o crescimento cultural com sua escola de pensamento.

A cidade hoje está dividida em velha e nova, e as duas áreas se unem na Piazza Pitagora. A partir daqui começa um labirinto de vielas estreitas, incluindo a Catedral, mais conhecida como a Basílica-Catedral de Santa Maria Assunta, o Museu Nacional de Arqueologia para descobrir a história da área de Crotone, os Jardins de Pitágoras para relaxar no meio do verde e, finalmente o Castelo de Carlos V, o símbolo da fortaleza medieval da cidade. Não perca um passeio pelo animado calçadão com sua grande variedade de lugares para festejar a noite toda.

12 – Pentedattilo

Foto de Di GJo – Opera propria, CC BY-SA 3.0, via Wikipedia Commns

É uma pequena aldeia situada nas montanhas de Aspromonte, uma fração de Melito Porto Salvo na província de Reggio Calabria. Pentedattilo se estende ao pé de uma pedra e seu nome significa cinco dedos, referindo-se à forma particular dessa pedra que lembra uma mão.

A aldeia tem origens greco-romanas antigas e tem como outra característica ser, desde 1971, uma vila fantasma. Pentedattilo foi declarada inabitável, consequentemente abandonada pela população que se deslocou um pouco mais a abaixo no vale, formando um novo pequeno centro, de onde se pode admirar o antigo. No entanto, nos últimos anos, graças ao contributo e ao trabalho de várias entidades e associações, os pequenos negócios artesanais locais estão a reavivar a aldeia. Portanto, em Pentedattilo a principal atração a se visitar é a própria cidade!

13 – Scilla e Chianalea

Scilla é uma pequena cidade da província de Reggio Calabria, uma das mais belas estâncias balneares da Calábria. Ao chegar na cidade você poderá percorrer os becos característicos até chegar à bela praia, onde se pode desfrutar de uma água azul e límpida como poucas, dominada do lado direito por uma imponente falésia, que no seu topo fica o Castelo de Ruffo.

Uma passarela corre ao longo do penhasco que leva a Chianalea, o centro histórico de Scilla, contada entre as mais belas aldeias da Itália. Chianalea é uma longa rua de paralelepípedos, rodeada de casas antigas e locais para tomar um aperitivo ou parar para jantar, para passear em paz e sossego enquanto aprecia a vista das ruelas com vista para o mar.

Planeje sua viagem: como chegar e onde dormir

  • Para chegar à Calábria existem dois aeroportos de referência: Lamezia Terme e Reggio Calabria. Ambos têm vista para a costa do Tirreno, mas o aeroporto de Lamezia fica perto da área onde a região se “afina”, portanto estratégica para chegar à costa jônica.
  • É imprescindível alugar um carro logo no desembarque, a Calábria é uma região a visitar na estrada. Se você escolher o itinerário da Costa do Tirreno, baseie-se em Reggio Calabria, Tropea e Amantea.
  • Se preferir visitar a Costa Jônica, baseie-se em Catanzaro Lido para visitar a parte central da costa, depois Soverato para a área sul, finalmente Crotone para a área norte.ì
  • Em alternativa, pode planear um roteiro misto entre o mar e as cidades, visitando o melhor de ambas as costas. Neste caso, desembarque em Lamezia Terme e pare em Pizzo, Tropea, Capo Vaticano, Scilla / Chianalea e Reggio Calabria, Pentedattilo, Gerace, Roccella Ionica, Stilo, Soverato, Parco di Scolacium; ficar em cidades como Tropea, Reggio, Roccella Ionica, Catanzaro.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.