Portal Tour na Itália: turismo, cultura, tours, serviços e experiências!

Maratea: conheça as belezas da pequena cidade da Basilicata

A pequena Maratea, com seus 5 mil habitantes é um dos destinos turísticos típicos para férias de verão na Itália, pelos seus atrativos naturalísticos e culturais.

*Este texto foi realizado por um dos nossos clientes Lucas Paoli, que frequenta a anos Maratea, onde vive alguns dos seus parentes. Lucas Paoli Itaborahy é ativista pelos direitos LGBTI+, com mais de 13 anos de experiência no Brasil e no exterior.  É idealizador e é o gerente do projeto MICRO RAINBOW BRASIL, da ONG britânica Micro Rainbow International Foundation.

Também chamada de “pérola do Tirreno” (mar que a banha), Maratea oferece um dos cenários mais bonitos da Itália. Entre montanhas, você encontra um pequeno vilarejo e uma água de um azul nunca antes visto, extremamente cristalina.

Além das praias, numerosas são as grutas na região, entre as quais se destacam a Grotta delle Meraviglie e a pequena gruta azul, sempre visitáveis por meio de passeios de barco oferecidos pela comuna.

As casas da cidade se desenvolvem ao longo da costa, em meio a esse terreno tortuoso, criando uma imagem apaixonante. O ponto mais alto da cidade é o Monte San Biagio, onde está situada a Basílica dedicada ao santo padroeiro da cidade, e também uma estátua do Cristo Redentor (que, nesse caso, nem se compara àquela no Rio de Janeiro).

Maratea também está em uma posição estratégica para visitar três parques super importantes na Itália: Parco Nazionale del Pollino, Parco Nazionale dell’Appenino Lucano e Parco Nazionale del Cilento.

A cidade está localizada na região da Basilicata, que já fez parte da Magna Grécia. Lá, depois dos gregos, vieram os romanos, os monges basilianos, membros da igreja greco-bizantina, e todos deixaram de herança na região um conjunto de monumentos interessantes.

Para além desses cenários de arrancar suspiros, vamos conhecer um pouco mais sobre a história de Maratea?

Maratea - Basilicata

Maratea: os detalhes da cidade

Maratea, na província de Potenza, é a única saída de Basilicata no mar Tirreno. Com vista para o Golfo de Policastro, ela tem uma paisagem costeira super típica do Mediterrâneo. Toda a sua costa é adornada com enseadas, rochas, cavernas, praias e uma vegetação rica em pinheiros e carvalhos.

O fundo de seu mar é profundo, intocado e particularmente apreciado pelos mergulhadores. A Posidonia, planta fundamental para o equilíbrio biológico do ambiente marinho, é amplamente difundida e origina pradarias espessas povoadas por uma rica fauna marinha.

O interior é caracterizado principalmente por relevos: Monte S. Biagio (644 m), Monte Crivo (1288 m), Monte Coccovello (1505 m) e Monte Cerreta (1083 m. ).

Do ponto de vista urbano, o seu território é constituído por paisagens contrastantes, pontuado por muitos agregados urbanos. Ao longo da sua costa estão localizadas, de norte a sul, as aldeias de Acquafredda, Cersuta, Fiumicello, Porto, Marina e Castrocucco. Em seu interior, dominam os restos da antiga Maratea, as aldeias de montanha de economia agro-pastoral, enquanto ao sul encontramos o centro histórico. 

Porto de Maratea - Basilicata

Cada pequeno bairro da cidade possui as suas particularidades, entre histórias, origens, lendas e tradições diferentes.

Enquanto Cersuta consiste em poucas habitações espalhadas entre uma vegetação espessa e pequenas praias, Fiumicello é a aldeia que marcou o nascimento do turismo de Maratea na década de 50. Aqui, o conde Stefano Rivetti criou uma fábrica têxtil e promoveu a construção do prestigioso Hotel Santavenere, o primeiro cinco estrelas do sul da Itália. Ainda hoje, ele é uma estrutura renomada de fama internacional. Se, antes, o porto da cidade era apenas um cais para pescadores, a partir desse momento, com o desenvolvimento da cidade, ele se torna um porto real, com construção de cais e docas, possibilitando frequência de atividades comerciais na região.

Castrocucco, ao extremo sul da costa “marateota”, se estende até a fronteira com a Calábria e é composto por pequenas casas espalhadas por seu território. Já Marina, a fração mais populosa da cidade, sempre teve vocação agrícola, reforçada pela produção de queijos e laticínios.

Mas, afinal, o que fazer em Maratea?

Por ser uma cidade pequena, você pode até imaginar que há pouco a se fazer por Maratea. Mas justamente por seu tamanho é que a comuna esconde tantas belezas a serem desvendadas.

Por toda a sua extensão costeira, estão pontos turísticos icônicos para se conhecer. Para te ajudar nessa missão, elencamos os principais lugares para conhecer em Maratea. Entre praias, monumentos e igrejas, veja o que fazer abaixo:

1. Castello di Maratea

A parte mais velha de Maratea é um local que ainda conserva o seu aspecto medieval. Restos destas ruínas fascinantes são encontrados no Monte San Biagio cerca de 640 metros acima do nível do mar.

Esta parte histórica de Maratea é conhecida como “Il Castello” e foi destruída pelo exército de Napoleão em 1806. A partir desse momento, toda a população de Maratea decidiu se mudar um pouco mais para baixo, em direção ao centro histórico da cidade, também conhecido como Maratea Inferiore. Esta parte remonta à Idade Média e está localizada sob a montanha, justamente para não ser vista por inimigos do mar, e, portanto, permanecer a salvo de ataques sarracenos.

Basílica de San Biagio - Maratea - Basilicata
Foto: Wikipedia

2. Basilica di San Bagio

Além dos restos do Castelo de Maratea, em Monte San Biagio também encontramos a Basílica de San Biagio. Ela é, sem dúvida, o mais importante edifício religioso em Maratea. 

O templo está localizado no topo da montanha e pode ser alcançado seguindo uma estrada que se destaca por suas curvas cênicas. Acredita-se que o santuário foi construído em um antigo templo pagão dedicado à deusa Minerva no século VI.

3. Cristo di Maratea

A poucos passos da Basílica de San Biagio está um dos símbolos de Maratea: o Cristo Redentor. Ele foi construído entre 1963 e 1965 pelo escultor florentino Bruno Innocenti no final do Monte San Biagio. 

A 640 metros acima do mar, a estátua pode ser vista de todos os cantos da costa, e os seus braços parecem que tentam abraçar a terra, o mar e o céu. O Cristo de Maratea é a segunda maior estátua de Cristo no mundo (22 metros de altura). A maior é a do Corcovado (38 metros de altura), no Rio de Janeiro.

Chegando à estátua também é possível admirar um magnífico panorama, permanecendo encantado com a beleza do litoral.

4. O centro histórico

Agora saímos de Monte San Biagio, para chegar ao centro histórico de Maratea, também conhecido como Maratea Inferiore. 

Sua cidade velha é um verdadeiro labirinto de ruas estreitas alinhadas com casas coloridas com varandas floridas. A cidade alterna elegantes edifícios do século XVIII, decorados com portais. Mais adiante, em direção à praça, inúmeros cafés e lugares para provar delícias locais.

Centro Histórico - Maratea - Basilicata
Foto: Wikipedia

Não é difícil seguir o ritmo de vida sem pressa que a maioria dos habitantes locais parece desfrutar, especialmente quando as temperaturas do verão começam a subir. Da Piazza Buraglia no centro da cidade, suba a Via Cavour até a Piazzale Santa Maria Maggiore, que leva o nome da igreja principal da cidade, uma construção iniciada no século XIII e desenvolvida continuamente depois. A partir daqui, ruas estreitas, becos e degraus sobem até o coração da compacta cidade velha, onde você pode passear e experimentar as surpresas inesperadas.

Em qualquer época do ano, é um prazer simplesmente passear pelo belo centro medieval intacto, parando talvez para visitar algumas das inúmeras lojas de artesanato, roupas e alimentos ou provar um da vasta gama de licores limoncello locais à venda em vários lojas. Tudo isso em uma atmosfera de simpatia, enquanto os moradores locais o convidam para provar suas bebidas, queijos, salsichas, biscoitos ou pães.

5. A cidade das 44 igrejas

Um outro nome reconhecido em Maratea é ligado desta vez à esfera religiosa. Maratea, no fato, é chamada também de “cidade de 44 igrejas”. Um número excessivo para uma aldeia tão pequena, mas esta questão curiosa é explicada pela fé profunda que sempre distinguiu toda a cidade de Maratea, que nos tempos antigos queria ter uma igreja em cada esquina da cidade.

Maratea - Basilicata

Hoje em dia eles não estão muito ocupados com os fiéis, mas vale a pena visitar pelo menos um ou dois deles, mesmo que seja apenas para saborear a arquitetura. A Igreja de San Vito, situada na periferia da cidade, é a mais antiga e remonta aos séculos 11 e 12, com afrescos do século 15 e um campanário do século 19. No centro, você certamente notará a Igreja da Anunciação na Via San Pietro, sua porta há um par de leões de pedra antigos e um obelisco com uma estátua de San Biagio.

Nem é preciso dizer que há muito mais coisas para fazer na cidade do que visitar igrejas. Durante o verão, Maratea acolhe uma série de concertos e um festival folclórico, bem como vários eventos de ballet, teatrais e gastronómicos.

6. As praias 

Descendo o centro histórico de Maratea, encontramos o mar. O litoral de Maratea é uma sucessão de entradas extraordinárias, com cenários paradisíacos. Trechos de areia são seguidos por trechos de cascalho rochoso e cavernas naturais, como a Grotta delle Meraviglie, um dos melhores exemplos de estalactite e estalagmite.

Acquafredda - Maratea - Basilicata
Foto: Wikipedia

Algumas indicações de praias:

  • A praia de Fiumicello está localizada na localidade de mesmo nome, a poucos quilômetros de Maratea. A praia acaba sendo muito bonita, com areia fofa e fina. O mar que banha a costa é brilhante, cristalino, qualquer pessoa consegue se ver na água. Por ser bastante larga, a praia também é adequada para famílias com crianças.
  • A Praia Negra é uma praia característica localizada na cidade chamada Marina di Maratea. Esta praia é realmente especial, tanto que sua formação lembra muito as praias vulcânicas que podem ser encontradas na Polinésia, mais precisamente no Taiti. Os amantes do mar não podem deixar de visitar este local!
  • A praia de Santa Teresa é muito ampla e bonita. A areia é fofa e adequada para qualquer pessoa.

7. Grotte delle Meraviglie

As Cavernas das Maravilhas (Grotte delle Meraviglie) estão localizadas em Marina di Maratea, a poucos quilômetros do centro da cidade de Maratea. Explorar essas cavernas deixa adultos e crianças sem palavras. De fato, dentro das cavernas é possível admirar enormes estruturas rochosas como estalactites ou estalagmites.

8. Il porto di Maratea

Uma atmosfera romântica e pitoresca pode ser sentida no Porto de Maratea. A partir daqui, partem diversos passeios para descobrir praias e cantos pelo mar, explorando também o fundo do mar de Maratea graças a excursões aquáticas guiadas.

🏷 Guia Prático

Como chegar:MAPA
  • Como Chegar: o principal meio de transporte para chegar a Maratea é o automóvel. Esta localidade está muito bem conectada a outras localidades graças a estradas como a estrada E45. O aeroporto mais próximo de Maratea é o de Nápoles Capodichino. Este último, porém, fica a cerca de 205 km de Maratea. Em média, leva cerca de 2 horas e 30 minutos do aeroporto para a cidade de Lucan. Maratea também possui um porto turístico onde atracam navios de médio porte. Quanto aos trens, a Estação Maratea está localizada na linha Roma-Nápoles-Reggio Calabria. Muitos trens param na estação, incluindo o Eurostar e o Intercity, e durante o verão o serviço é aprimorado com um aumento nas paradas. A companhia de ônibus Sita oferece conexões diretas de ônibus entre Maratea e os municípios de: Sapri, Trecchina, Tortora, Praja a Mare, Rivello, Lagonegro e Lauria.
  • Como se locomover : o melhor jeito é o carro. As várias atracções estão bastante distantes umas das outras e chegar a elas não é fácil. Também é necessário considerar que existem 4 lugares aonde chegar se você deseja admirar os principais pontos de interesse: Maratea, Porto di Maratea, Monte San Biagio e Marina di Maratea. O carro é, portanto, fundamental para o melhor desenvolvimento das suas férias, uma vez que praticamente não existe transporte público.
  • Onde estacionar : para manter o seu carro seguro e dormir tranquilo, recomendamos que estacione o seu carro num parque de estacionamento vigiado. entre estes, recomendamos o estacionamento de vários andares em Maratea

Galeria de Fotos:

Este slideshow necessita de JavaScript.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.